Os nossos amigos

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Finalmente começam a aparecer...

Já fazia algum tempo que para mim e para o Filipe João as noites ao surfcasting teimavam em não dar peixe, noites passadas ao frio, manhas e tardes perdidas em busca de um peixe e nem escama para animar.
Desta vez e sem ligar ás previsões do Windguru, decidimos juntamente com o Kámane ir fazer mais uma investida a uma das nossas praias de eleição, a Lagoa de Albufeira.
Combinámos arrancar a meio da tarde pois queríamos chegar ao pesqueiro ainda de dia para ver como estavam os fundos.


Chegados ao pesqueiro e após escolhermos o local para pescar, era altura de montar o "acampamento" e de preparar o material para mais uma noite de pesca, a vontade era muita e a adrenalina estava em altas como sempre.
O céu apresentava-se tapado e o mar com uma cor bonita, um tom esverdeado com muito bom aspecto para nos dar umas ofertas.



Não passou muito tempo até a 1ª cana dar sinal, um bom toque na cana do Filipe fez despertar a atenção, linha que folgou logo de seguida o que significava um 1º peixe capturado, um robalo ou uma baila estavam na   ponta do anzol e não nos enganámos, foi um robalo que saiu da água, um peixe de médio porte mas que fez com que o "enguiço" tivesse sido quebrado!!!

Eram vários os iscos que tínhamos levado, casulo, lingueirão, caranguejo ( mole e 2 cascos ), cavala, ganso nacional e batata, portanto não era pelo "menu" ser insuficiente que não apanharíamos mais uns peixes.
A noite foi aparecendo e com ela o mar e o vento foram caindo, a maré tinha virado á pouco tempo e os anzóis vinham brilhantes de tão limpinhos que saiam da água, era sinal que o peixe estava presente.

Os robalos e as bailas como teimavam em não aparecer,era sinal que o que andava a comer os iscos eram os nossos "amigos" sargos, era então altura de mudar a pesca  e decidi baixar uns nºs no tamanho do anzol, passei a pescar com anzol nº 1 e a utilizar baixadas de dois anzóis com estralhos curtos o que  mais tarde veio a demonstrar ter sido uma boa opção.

Não foi passado muito tempo que bateu na minha cana o 1º sargo da noite, um peixe a rondar as 400/500 gr que se lançou a uma boa iscada de casulo que tinha posto no anzol de cima. Finalmente e ao fim de tantas horas e noites perdidas tinha apanhado um peixe, que felicidade...

Logo de seguida o Filipe apanha mais um sargo palmeirudo o que veio ainda mais animar a malta, o peixe estava presente e era altura de "trabalhar". O Kamané entretanto mudou de pesqueiro e passou para  cima de um cabeço que se encontrava a minha esquerda, e em boa hora o fez ( mais á frente já vão perceber porquê ).


Entretanto foram saindo mais uns sargos de pequeno porte e uma quantidade considerável de peixe-aranha que teimaram em marcar presença durante toda a noite.

Estávamos nós sentados nas nossas cadeiras e com a enchente  na sua 4ª hora quando a minha cana volta a dar sinal de vida, desta vez um toque bastante vigoroso o que me fez saltar da cadeira rapidamente e ainda ouvir o drag a disparar, senti rapidamente que era um bom peixe, como pesco com linhas finas tinha que ter cuidado para não apanhar nenhum desgosto era tempo de trabalhar bem o drag do carreto e aproveitar toda a ajuda do mar para por o peixe a seco, assim fiz e correu bem. Um sargo a rondar as 800/900 gr estava aos meus pés, um peixe não muito longo mas com uma lombeira que tinha á vontade 3 dedos de largura, um bonito exemplar que não resistiu a uma iscada de caranguejo!! 


Entretanto a enchente tinha chegado ao fim e tinhamos apenas pela frente mais 1.30 h de pesca, a noite já ia longa e o Kámane tinha perdido a esperança de apanhar o tal robalo que ele tanto desejava.
Como já pesco com ele á muitos anos, sei que ele tem que ser "espicaçado" para trabalhar, lá lhe moí a cabeça para ele iscar as canas mais uma vez, e ele a muito custo lá se levantou da cadeira e foi "trabalhar".

Em boa hora o fez, pois não teve tempo de se voltar a sentar, a cana deu um bom toque e folgou logo de seguida ( posso dizer que rapidamente o peixe trouxe o chumbo para perto da escoa ), foi um peixe que saíu com alguma facilidade pois praticamente se pôs a seco, o objectivo estava alcançado.


Era um peixe bonito que pesou na balança 1.340gr,

Tinha chegado ao fim a nossa pesca e era altura de arrumar a tralha, todos tínhamos "desgradado" e quebrado o "enguiço", a noite tinha corrido bem, o peixe esteve presente, a tempo acabou por ficar agradável e mais uma vez e como sempre a boa disposição esteve sempre em altas.
Sem duvida a repetir brevemente...

Um abraço
Pedro ( PJPescador )

7 comentários:

Brancopesca disse...

Bons peixes amigo,isto este ano esteve mesmo fraco na praia,parabens um abraço a todos voçês.

guilhoniC8080 disse...

Boas Pedro.

É verdade este inverno andámos todos atrás de quebrar o enguiço.
Pode ser que a entrada de alguns peixes nessas praias seja agora após algumas chuvas.
Também quero ver se lá vou um dia destes.
Abraço

Sergio Fernandes disse...

Olá Pedro
já estou com saudades de umas noitadas na praia
um abraço para todos

Jose Antonio (chopito) disse...

Hola Pedro, bonita pesca, por lo menos habeís tocado escama, que es lo importante, a seguir dandole a la caña campeones.

Un saludo

Os Pescas disse...

Oi malta

Desde já obrigado pelos comentários.Pois Parece que o peixe este ano em surfcasting não quis comparecer, realmente foi um ano bastante atípico em relação aos últimos anos, pelo menos nesta zona.Espero que com a chegada do calor as nossas amigas douradas queiram aparecer, porque senão arrisco-me a dizer que será um dos piores anos em surfcasting.
Vale sempre pela companhia e pelo contacto com a natureza, que é o que tem safado estas ultimas investidas, vá lá que nesta noite ainda deu uns peixinhos para quebrar o enguiço que já ia longo.
Um abraço para todos,
Pedro ( PJPescador )

Os Pescas disse...

Boas grande Pedro, este Inverno foi assim amigo, bastante fraco para o surfcasting, mas pode ser que o proximo seja melhor e que faças grandes pescas..:-)
Mas melhor que apanhar peixe são os amigos e que dois...lol..do melhor..:-)
Um abraço amigo e até já

Luis Malabar

José Pedro Cruz disse...

Olá Pedro!
Imagino a galhofa desse fim de tarde/noite!
Ainda por cima sentadinhos nas cadeiras à espera que o peixe vos "desgradasse"! Ahahahah!
Agora os enquiços estão quebrados para todos e eu fico à espera de mais relatos desta qualidade!

Abração!