Os nossos amigos

quinta-feira, 22 de junho de 2017

( SURFCASTING) PERDIDOS E ACHADOS!!! NO ESPECTÁCULO DO NUMBERONE

Olá.

Muitos são os que pensam que no surfcasting é apenas lançar uma chumbada com anzol e isco para dentro de água e está feito!!! Nada mais errado. O Surfcasting é das modalidades de pesca das mais técnicas, senão a mais técnica. Por fazer todas sei que é mesmo assim. Juntamente com a bóia sinto que são as que mais o pescador pode mudar algo e ser influente no sucesso. Todas têm segredos como é óbvio e todas têm as suas dificuldades, mas acreditem os que não fazem surfcasting que é uma modalidade muito, mas muito técnica e difícil.



Comecemos talvez logo por o mais banal mas que faz logo a diferença. A escolha do pesqueiro. Isto tem muito que se lhe diga! Quase todos os bons surfcasters sabem da importância desta escolha e o quanto pode traduzir se numa boa ou má pescaria. No caso da Costa alentejana mais se torna fulcral, pois na realidade o espaço entre Troia até Sines albarga quase todos os tipos de mar/condições.

Sim, acreditem os mais cépticos. De mar de 0.5 até 5 ou 6 metros dá sempre para pescar desde que o vento não estrague a coisa ou as aguagens... Para vos dar uma ideia muitos dias quando estamos com 4 metros de mar a Comporta, Troia, têm menos de 1 metro... E nos dias em que o mar está abaixo de metro, se descerem até perto da Praia do Norte em Sines podem apanhar os 2 metros ou mais... Acima de tudo a escolha deve recair com um estudo do momento vs alguma sorte em estar o mar que os sites da especialidade dão. E claro falar é fácil, teoria é óptimo, mas depois é lá no terrenos que se fazem as diferenças consoante as escolhas.

Pois bem tudo começa numa das investidas a Costa Majestosa alentejana, em que 4 elementos foram mais cedo e 2 mais tarde, supostamente ter com o restantes...

A saga do Emanuel, do Santos, do Rocha e do Nuno começou cedo e a porcura pela spot certo também. O mar estava algo forte e por isso a 1ª escolha mais a Sul ficou fora de hipóteses... Foi arrumar tudo e rumar a Norte... A Norte pararam no Spot, bem, já vão entender... Mas por N motivos, entre os quais uma desconfiança se daria apra pescar ou não, resolver ir ter ao Carvalhal... Praia onde pescaram um bocado, com más condições e arrumaram... Rumo ainda mais a norte, onde o Pilado derretia os iscos... Mais umas horas e arrumaram rumo a casa uns e outros rumo a margem sul, sem nada no "bolso".




Estava o 1º grupo na altura no Carvalhal quando o 2º chega e resolve ir direito a Galé, onde decidiu ficar após analisar o mar lá de cima...

Disse vos que o 1º grupo passou pelo spot certo? Pois bem, não é fácil acertar nem fazer sempre escolhas certas, mas vejam esta... O 1º grupo do Gang passou mais tempo a viajar e a sofrer, pois arrumar material e mudar de praia N vezes é muito duro, e o 2º grupo que decidiu ficar ali, na 1º escolha deles, tiveram a estrelinha, ou os olhos de falcão necessários...

A pesca começou para eles já de noite e já de noite tudo se passou ali!

Quem deu show foi mesmo o Numberone que carregava de peixe enquanto os colegas passavam mal por entre as escolhas, as más escolhas.





Quando falei a 1º vez com o numberone já ele me enviava fotos de uma arca muito bem composta, com robalos e sargos de eleição. O Soares também mostrava sinais de se safar com uns peixes...

A comunicação entre grupos por meio da noite mostrava o desespero de uns entre a alegria de outros...

Actividade máxima, peixe a colaborar, mar pescável, bem mexido... Do outro lado, pilado, km´s a pé com material as costas... Tudo a correr mal. A tabela ameçava mudar, claro... Nisto duas ou três pescas assim, mudam toda a realidade de um campeonato... Acreditem que tudo é possível, já vi cada pesca e cada grade este ano no grupo que se pensarmos nisso até ao final tudo pode mesmo acontecer...



O NUMBERONE dava show de bola naquela que estava a ser a sua noite, entre muitos ataques e peixe perdido, os robalos e sargos de bom porte sucediam se, isto para quem chegou tarde e supostamente a más horas, lol. Já o 1º grupo mantinha algo que roçava o desespero... A procura por um ou outro peixe de jeito, mas era mesmo impossível e com tantas mudanças de praia, o cansaço e o desânimo estavam a apoderar se do grupo! Pudera. Imaginem o que é mudar 3x de pesqueiro no Surfcasting!!! e outros mudaram 4º. É algo impensável. Em parte axar, em parte más escolhas há que reconhecer os erros e evoluir com eles...

Já tinha muito sono, mas o numberone ia mostrando peixe e mostrando que a classificação dele na Tabela Gang pode a qualquer momento ser alterada. Estava a trocar mensagens com ele quando ele saca outro robalo jeitoso. Como ele dizia eles acharam o que outros perderam...

Peridos sabe se lá por onde andava meia equipa do Gang a palmilhar terreno, em vão... Vieram como foram, ou foram como vieram. Que a lição lhes tenha servido de exemplo. Um má decisão tomada por bem, é sempre uma má decisão e prejudica todos.

O João e o Soares voavam numa noite em que chegaram tarde e com a Galé com bastante peixe... O que seria se têm chegado antes???




Já de madrugada vi que a noite deles tinha terminado em beleza com mais uma boa pesca para o Gang, desta melhor para eles que tanto têm passado mal na maioria das pescarias.

Já mereciam qualquer coisa de jeito!!! A diferença entre achar ou perder o local na escolha foi simples... O Numberone fez 10 kg. de peixe, o Soares uns quantos, o resto nada... E estiveram na praia certa a hora certa, faltou um clic que os fizesse descer o terror da Galé!

O Gang continua a insistir em busca de boas pescarias... Vamos esperar que ainda se consigam algumas!

Até lá, fiquem bem...

Mais umas arcas compostas...

GANGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG














Joãonumberone, Soares, Nuno C. Emanuel, João Rocha, Santos

segunda-feira, 19 de junho de 2017

SPJ....Nem sempre é fácil perder



Boas Pessoal....


Este video retrata a dificuldade que é quando damos de caras com os Papa Koikas....:-)

Nem sempre, independentemente de fazermos o nosso melhor, conseguimos ter sucesso!!

Se eu podia ter feito de maneira diferente!!??...sinceramente eu acho que não, pois se 80% ou 90% dos casos temos sucesso  e conseguimos capturar o peixe, não podemos deixar que os outros 10% ou até 20% mude a nossa forma de ver a batalha e de a travar.

Eu penso que vai haver sempre os 80 ou 90%  que vai correr bem e o restante que vai correr mal. Pois isso é a pesca, e ser pescador, é estar preparado para aceitar que vamos falhar, independentemente de ser difícil aceitar às vezes, ou até o dizer adeus aquele exemplar dos nossos sonhos..sem falar no que nós fizemos de bem mas que não chegou para conseguir a captura.

Eu vou ao mar todos os dias excepto os fins de semana, e todos os dias o mar me ensina que o dia é como uma dança...às vezes corre bem, outras não.

Neste dia não correu bem..hahaha...mas a pesca é assim...:-) Sometimes we win and sometimes we lose..


                                     


                           Um grande abraço e até breve

                                      Luís Malabar

quinta-feira, 15 de junho de 2017

AG CHAIN KNOT VIDEO



Boas Pessoal...


Como prometido é devido, deixo-vos com um video que eu fiz sobre como eu faço o nó AG CHAIN.

Na realidade apenas existem algumas diferenças no inicio do nó, de como eu faço para o que vem na net ou até feito por vários amantes de SPJ.

Eu depois de vários testes, achei a minha maneira além de segura, mais fácil de fazer para quem usa um solid ring nº 4 ou até nº5.

A maneira mais vista na net, consiste em fazer 3 laçadas no solid ring antes de o trancar pela primeira vez.

Para mim o maior problema das primeiras laçadas no solid ring é a dificuldade de agarra com os dedos num solid ring minúsculo e ir segurando as laçadas para que não se sobreponham umas por cima das outras, mas sempre paralelas umas às outras. Este factor na feitura do nó é fundamental e põe em causa a integridade do mesmo, se não começar bem no inicio, não vale apena fazer o resto bem, pois o restante nó apenas serve para trancar, dar rigidez e espessura naquela zona. Mas a carga será sempre feita no inicio do nó e nunca na sua continuidade.

Espero que vos seja útil e vos ajude a resolver um problema. Alguma questão que me queiram colocar, podem deixar um comentário que eu responderei o mais breve possível :-)




                          Um grande abraço e até breve

                                        Luís Malabar

segunda-feira, 12 de junho de 2017

TAROULO AO SURFCASTING COM CHOCO FRESCO



Num mês com poucas pescarias, este foi o melhor peixe que se tirou, um bom robalo já fora de época, um peixe perdido numa noite fraca de peixe.

Este foi o nosso Exemplar do mês.


Filipepc

domingo, 11 de junho de 2017

sexta-feira, 9 de junho de 2017

29 SARGOS A BÓIA



NUM DIA TOP DE GRANDE AMIZADE E COMPANHEIRISMO, 29 SARGOS, FORA OS DEVOLVIDOS NUMA TARDE BEM PASSADA.

FOI A MELHOR PESCA DO MÊS.



PESCARIA DO MÊS

terça-feira, 6 de junho de 2017

( BÓIA) MAIS UNS SARGOS E UM PORCO


OLÁ MAIS UMA PESCARIA NA COSTA DA CAPARICA...

MAR CHÃO, ÁGUAS ABERTAS, POUCO PEIXE.

A ENTRADA DE ALGUNS PEIXES PORCOS, ALEGROU A PESCA COM VÁRIOS A PARTIREM ESTRALHOS. AINDA TIREI UM COM MAIS DE 1 KG.

OS SARGOS FORAM ESCASSOS, MAS BONS...

FOI O QUE ARRANJOU...



MATERIAL


DAIWA STRONG FLOAT
SHIMANO SYMETRE 4000 FJ
CARANGUEJO RIJO


MIGUEL BRAVO



domingo, 4 de junho de 2017

CATÁLOGO SWAT FISHING 2017



CATÁLOGO COM ALGUMAS DAS MELHORES MARCAS DO MUNDO ENTRE CANAS E AMOSTRAS

ENTRE ELAS A FAMOSA MARCA DE CANAS DE SPINNING ST. CROIX


LINK:




sexta-feira, 2 de junho de 2017

MELHOR PESCADOR DE SURFCASTING DO PLANETA - TABELA GANG 8 MESES DE COMPETIÇÃO


Pois é, o campeonato continua ao rubro com muitas alteração entre o 2º e o 8º lugar.

Destaque para a queda do Santos que de 2º já vai em 5º após 4 grades seguidas.

Também o Guilherme continua mal esta época e desceu novamente já estando no 8º lugar.

O Emanuel manteve o 4º lugar a porta do pódium, e os 2 primeiros mantêm-se: Filipepc e Rui.

Vamos ver quem se aproxima do 1º lugar e sobe ao podium nas próximas semanas e se o Filipe aguenta o 1º lugar...