Um espaço de partilha, criado por um grupo de amigos para a comunidade do mundo da pesca, onde o respeito pela natureza e legislação são um factor importante, e onde se procurará fomentar a paixão pela pesca desportiva.

sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

( Trolling ) O enguiço foi quebrado.....




Boas Pessoal...:-)



Este relato é o resultado de muita dor de cabeça, por causa dos Pungos e das corvinas.

Como já tinha dito antes, os desgraçado dos pungos, ao contrário do ano passado que começaram a dar com alguma regularidade a partir de meio do mês de Junho. Este ano andavam atrasados, e mesmo assim, nada me diz que a partir de agora as coisas voltem à normalidade...hahaha.

Mas o futuro a Deus pertence, por isso, vou contar o que se passou neste dia de pesca, que começou por ir à procura dos meus lindos Piazeites. Não que as águas estejam quentes, muito pelo contrário, mas a verdade é que continuo a ver de vez enquanto, alguns pescadores de rua, com eles pendurados em paus à venda.

Por isso, lá fui eu tentar a minha sorte, mas de qualquer maneira caso não desse com eles, recorria ao plano B, o trolling. Claro que é bom ter sempre um plano B, caso o plano inicial falhe e em vez de voltar para casa, sempre tinha outra solução.

Até esta altura, não tinha plano B, mas a verdade é que a falta de pungos, me levou a isso...hahaha.

Eram 9h da manhã e eu já estava a ver se dava com algum piazeite. Para dizer a verdade não é que tivesse fé por estarmos no cacimbo, mas nunca se sabe...hahaha.

O tempo foi passando e até marcava algum peixe, mas nada de piazeites...hummm....o que é isto que anda no meio destes cardumes!!...devem ser atuns pequenos, pensei eu. A maneira mais fácil de saber se são atuns é mudar para speed jigging, pois o atum prefere sempre o jig rápido, ao contrário do que a maioria das pessoas pensam sobre os Amberjacks.

Eu também pensava o mesmo, até chegar à conclusão depois de tirar perto de 3 toneladas de piazeites, que são muito raros os dias, que eles comem em speed jigging. Talvez o erro seja por ver os japoneses malucos no youtube a fazerem corridas para ver quem é que chega mais rápido com o jig cá acima.....hoje quando vejo isso, só penso...que malucos..hahaha.

Assim foi, passei para speed jigging e pimba um toque mas não ficou, ainda bem que não ficou. É que estes bichos para sujar o barco não à paciência...hahaha..por mais pequeno que seja, parece que têm 10 litros de sangue prontos para sujar o barco mal saem da água..hahaha. Se tivessem 10 quilos, era bem vindo, mas os pequenos, não obrigado.

Bem, nada de piazeites e eram 11h00 da manhã...humm...acho que já constatei o óbvio que não anda cá nada e eu feito parvo aqui para nada...hahaha. Está na hora de mudar para o plano B..:-)

Trolling.....:-(

A cara de triste significa que é uma seca, é mesmo uma seca e se não fossem os pungos, nunca faria esta pesca, pois das duas uma, ou um dia destes vou adormecer ao volante do barco apanhar sol ou então vou ficar lerdo e maluco a olhar para o céu...hahaha.

Vai de preparar o material e fazer mais 15 milhas e meia até o ponto. Chegando ao sitio, amostras dentro de água, regular a velocidade e fazer o mesmo de sempre....ficar de papo para o ar à espera e sempre a controlar o fundo. Se não fosse preciso ficar de olho no GPS e na Sonda, ai adormecia mesmo...hahaha

Voltando ao passeio..quer dizer....ao trolling....o mar estava um espanto e via-se sardinhas, bastantes cardumes de sardinha....bom sinal.....fiz a 1º volta e a meio do caminho acordo com um arranque do Saltiga...ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZz..ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZz.....e desferra...PORRA!!!.....coitadinha, logo com o saltiga...arrancáva-te a boca toda desgraçada....até choravas..Grrrrrr..

Estão a ver que muito tempo ao trolling sozinho dá nisto....hahahaha.

Mas se calhar era um calhau manhoso com paladar por amostras de plástico...vamos dar a volta e passar lá outra vez para ver se o calhau morde de novo..........e o calhau não deu sinal...hum!!!...acho que vou dar mais uma volta e passar de novo para ter a certeza....

ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZz....ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ...Já estás maldito calhau....e no saltiga...hahahaha...até te vai doer os dentinhos calhau.

Agora é que entra a confusão, ou seja, recolher o mais rápido as outras duas linhas e só depois agarrar na cana do peixe....e vai de enrolar enquanto ouvia ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ:.ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZz.....até que o calhau parou para descansar...hehehe...assim que recolhi as outras duas linhas agarrei na cana e começou o combate, ou metade dele, que pelos vistos o barco e o drag trataram do calhau...hahaha...mas apesar de tudo eu só pedia....NÂO DESFERRES...POR FAVOR...hahaha.

Mas o calhau não largou e ao fim de pouco tempo aparece à tona de água e como é costume,  arranca outra vez e ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ....até ao fundo....eu espero calhau...eu não tenho pressa..hehehe....anda cá que eu tenho uma coisa para ti..hehehe.

Passado um minuto lá deu de si....e eu só pensava....Porra, meus ricos piazeites que estes peixes são muito cansados...hahaha... assim que veio pela segunda vez à tona de água e olhou para o que eu tinha na mão o calhau ia morrendo de susto...hehe...era apenas um bicheiro de big game que usamos para os marlins...hahaha..assim que espetei o bicheiro, parecia manteiga...entrou por baixo e saiu por cima da cabeça...hahaha...acho que morreu logo ali...:-)

E vai de festa...hahaha...pois o maldito enguiço estava finalmente quebrado...:-)


Depois deste pequeno filme ainda dei mais umas voltas, mas pelos vistos esta deve ter afugentado mais alguma que por lá andasse....estava na altura de a arrumar no porão e com muita satisfação minha por descobrir que cabia no porão..hehehe.

Vamos a ver se as meninas deixam de ser tímidas e começam aparecer com mais regularidade para conseguir fazer uns filmes giros para a malta ver..:-) mas no dia a seguir também foi giro...hahaha...mas fica para o próximo relato :-)


                                      Até lá um abraço

                                        Luís Malabar

quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Bancada cheia de carapaus - Pescaria do Mês


Mais uma bela noite em Sesimbra...



 FilipePC

Link da pescaria: http://ospescas.blogspot.pt/2014/06/boia-pesca-e-como-o-futebol.html


terça-feira, 29 de Julho de 2014

( Trolling ) A busca continua....


Boas Pessoal.....



Mais um dia ao trolling em busca dos pungos, e mais uma vez nem sinal deles. Apesar de estar mais de 8 horas consecutivas à procura deles, a verdade é que nem um sinal à vista!!

Além disso, parece que o material não se está aguentar, principalmente os leaders de 120 libras o que equivale a 54 kilos!!...é verdade, e mesmo suportando esta carga, rebentam depois de roçar nas pedras, mesmo sem forçar os peixes.

Este dia, infelizmente não houve excepção, quando já por volta do meio dia e sem sinal dos pungos decidi mudar de táctica e mudar de zona para dar com algum pargo ou mero. Claro que não é quando queremos, mas sim quando o peixe quer. Mas uma coisa é certa, apesar de os pargos alimentarem-se preferencialmente de noite, tanto eles como os meros, no pico do sol, têm uma tendência para aproveitar para comer. Além de ambas as espécies preferirem comer de noite, ao amanhecer e ao anoitecer. Sempre que a maré está na preia mar e coincide com o sol a pique, entre o 12h00 e as 13h00, eles saem dos buracos mantendo-se perto deles, o que facilita a sua captura.

Se a amostra passar no alcance deles, certamente não exitam em atacar a mesma.

Ainda bem que decidi mudar de táctica e aproveitar a melhor hora para eles, pois logo na primeira passagem sobre um fundo de pedra entre os 7 metros e meio e os 8, com uma das canas a pescar longe aos 7 metros, levo uma das maiores porradas na cana que já levei até agora...simplesmente violenta, que automaticamente fez com que o carreto dispara-se linha em corrida, seguido de cabeçadas, mas sempre sem parar.

Era eu para mim, já estás!!!...comecei logo a recuperar as outras linhas o mais rápido que pude, sempre com o barco engatado para não aliviar a que tinha peixe e quando acabo de recolher as outras 2 canas, agarro na que tinha este peixe mágnifico.

Ele estava lá, agora sem correr, mas o seu peso era enorme e só dava cabeçadas....tum...tum..e cada vez que abanava a cabeça saia linha do BG90...a verdade é que assim que consigo que ele se mova em direcção ao barco, pensei...agora já vens...:-)

A verdade é que estes peixes ou são muito espertos, ou têm muita sorte...hahaha...eu como não acredito muito na sorte, prefiro pensar que eles são muito espertos. Pois o que este fez, foi de se tirar o chapéu...hahaha

Vou contar o que eu senti e percebi segundo o que aconteceu....

Como eu mantive a pressão sem apertar muito, muito com ele, não fosse desferrar-se ou partir o leader, pois podia estar danificado. O peixe com a pressão sobre ele, parece que percebeu que não podia fugir para nenhum dos lados a não ser para onde estava a ser puxado, mas não o fez com resistência, mas sim com um arranque em direcção ao barco permitindo que a madre ficasse com folga, e eu, por mais rápido que enrolasse o carreto, era impossível diminuir a folga mantendo a tensão da linha. Resultado, deu-lhe tempo para encontrar um buraco e enfiar-se ou enrolar o multi entre pedras!....assim que consegui dar tensão à linha era tarde demais...e assim que forço a linha, ela rebenta, não o leader mas sim o multi. Pois como sabemos, multi em pedra já era. Fiquei tão frustrado que nem queiram saber, até mandei dois berros de tão furioso que estava. O que este desgraçado fez com a sua manobra pelo que percebi foi, manter o multi na horizontal em vez de estar na vertical, permitindo enrolar-se em algum sitio.

Lá se foi mais um com uma rapala na boca, mas este era um grande Pargo Luciano, talvez o meu novo recorde!!....sei que temos tendência que o peixe que foge era sempre o maior, mas neste caso era mesmo, pois se for a fazer as contas, enquanto os outros que pesaram no máximo 10 quilos, saíram em 5 ou 7 minutos. Este pelo contrário, demorou entre 15, 20 minutos até o desfecho final.

Enfim!!...mais um à vida...Porra..e não, não fico conformado pois o peixe está escasso e eu não posso dar-me ao luxo de perde-los, seja por material ou por outra razão!!..mas a verdade é que aprendemos com os erros, mesmo quando nos custa e muito.

Bem, depois de arranjar tudo, dei a volta ao barco e fiz a 2 passagem pelo mesmo sitio, mais metro menos metro, a verdade é que a mesma cana aos 7 metros volta a dar sinal e ZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZZZZZZ...não era nada que se parecesse, mas eu não podia perder mais nenhum, fosse o que fosse, por isso, nem recolhi as outras 2 linhas, apenas mantive o barco engatado, no mesmo rumo e agarrei logo na cana do peixe para combater. Este tinha que sair entre as outras duas linhas e desde que o peixe se mantivesse mais abaixo que as outras duas linhas até chegar perto do barco não haveria problemas. Pois diminuindo a velocidade, a tendência das outras amostras era subirem um pouco, evitando algum tipo de enleio com a linha do peixe. Mas o normal é recolher sempre as outras primeiro, porque se tiverem que recuperar linha indo de popa ou de proa, não vão conseguir com outras linhas dentro de água, com a possibilidade de alguma se enrolar no motor.

Isto parece fácil, mas acreditem que não é. Fazer este tipo de pesca sozinho quando o peixe bate, pode ser uma confusão dos diabos, principalmente porque não é fácil estar a ouvir o drag a disparar e não ir à cana, mas sim tirar primeiro as outras linhas dentro de água, sempre com atenção ao rumo do barco e ao mar, e só depois a cana do peixe. É uma pesca de opções, em que basta uma errada, para por tudo em risco. Eu digo isto porque tanto o peixe pode parar de correr, dando tempo para recolher as outras linhas, como pode levar 150 metros de linha ou 200 mesmo com o carreto todo trancado e acabar por partir tudo. Esta ultima situação aconteceu a um amigo meu, que viu o peixe levar 150 metros de linha do stella 10000SW em questão de segundos, mesmo com ele todo trancado, foi obrigado a ir de popa, pois não tinha mais linha na bobine, acabando com o peixe a rebentar com o nó da bobine.

Mas voltando ao meu peixe. Lá ao fim de pouco tempo e de olho na linha para não passar perto das outras duas lá consegui o sacar para fora...mais um belo mero e para variar, tinha corrido tudo bem...hahaha.


Ainda fiz mais algumas horas de trolling mas sem sentir mais nenhum toque, acabando por arrumar tudo e rumar a terra por volta das 16h30. Ainda bem que o fiz, pois o mar estava cada vez pior, com vagas cruzadas e o vento a subir e ia demorar muito tempo até chegar a terra, para ser preciso, 1h15 depois. O que normalmente faço em 25 minutos, mas o mais importante é nunca é a rapidez, mas sim a segurança e essa está sempre em 1º lugar, seja a conduzir ou a navegar, pelo menos para mim..:-)


     E como puderam ler, a busca continua amigos.......