Os nossos amigos

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

( SURFCASTING) Douradas e Rainhas pelo SADO...

Boas.

Mais uma ida ao surfcasting para um dia de pesca a procura de alguma dourada...

A nossa ideia era simples... Ir até Setúbal e num dos spots que conhecemos tentarmos dar com alguma menina... Combinei com o Emanuel e com uns amigos dar lá um saltito. No dia anterior ele arranjou o lingueirão fresquinho e às 5 da manhã já estávamos nas bombas de Palmela a tomar um café e um pastelinho de nata quentinho... Muito bom.

Chegados ao pesqueiro já lá estavam alguns amigos e gente conhecida. É engraçado como hoje em dia em quase todos os cantos da Margem Sul e arredores se encontra alguém com quem já pescámos, conversámos ou algo do género. É sempre bom.

Montámos as canas cada qual com duas, com montagens de apenas um anzol com cerca de 1.5 mt. de estralho... Quanto mais solto estiver o estralho melhor. Por fim, a chumbada numa ficou fixa e na outra a correr, o que produz vantagens pois permite a dourada correr a vontade...

O nascer do dia trouxe-nos a perspectiva de uma boa captura, embora tenhamos ficado longe do sitio que queríamos pois já estava ocupado...

Como conhecíamos a malta foi tempo de cumprimentar o pessoal antes de ir pescar...

Em poucos minutos estávamos a pesca, a procura de umas douradecas e começou bem o dia pois a nossa esquerda saiu uma de quilo e meio logo ao nascer do dia... Era bom sinal!



Mas na realidade foi sol de pouca dura... durante mais de 2 horas nem um toque em isco nenhum...

O primeiro a voltar a ter um toque foi o Paulo que levou uma grande mocada, mas o peixe não ferrou... Uma pena, foi daquelas mocadas de deixar a cana a abanar. Logo de seguida tive eu uns toques mais pequenos e já a espera de uma dourada manhosa... Sai me um belo de um alcorraz!!! Bem conta para desgradar eheheh!!!

O Paulo tinha compromissos e teve que ir embora minutos depois... Eu, o Emanuel, o Ricardo e o Miguel mantivemos a esperança, lol...

A maré foi galgando metros e sem termos mais actividade resolvemos ir comer qualquer coisa... Ainda fomos bucar umas cervejitas e um café...

O almoço soube bem, e animou a malta... A maré a virar, deu finalmente um momento de alegria... O Emanuel estava de costas mas eu vi bem a cana dele a bater, e a primeira dourada foi tirada com sucesso. Bem trabalhada e sem azares lá foi a primeira para a geleira... E logo de seguida Ricardo saca outra... A coisa prometeu... 

A maré já tinha virado e actividade aumentou muito... Os lingueirões começaram a vir derretidos sem que sentíssemos nada... E estava eu a ver a minha cana a dar pequenos toques quando a agarro e sinto uma mocada maior e faço a ferragem... Peixe ferrado, forte, arranca drag... Cana dobrada e as cebeçadas, era uma boa dourada, digo era, porque já a meio do caminho sinto umas cabeçadas maiores e a linha cedeu... Ao tirar, a linha estava cortada nos dois anzóis de cima do lingueirão... Nada a fazer... Tentei ser rápido pois havia alguma actividade e em minutos estava de novo a pesca com um bom lingueirão... Há dias em que as coisas não correm bem... Com a mesma linha que me deu as maiores douradas até hoje, os meus records... Novamente vai lá a dourada, vejo uns toques suaves, esta até era mais pequena, faço a ferragem e começo a recolher e outra vez após umas cabeçadas lá vai a dourada, mas desta a linha vinha cortada a meio do estralho como se tivesse ou partido do nada, ou tocado numa ostra... A verdade é que em 5 minutos perco dois peixes, e sabemos que as douradas ao surfcasting aqui na zona pode ser a pescaria do dia... Fiquei um pouco desanimado.

Mas claro que me despachei e desta troquei a linha, aumentei o diâmetro a ver se não tornava a perder peixe... E claro, aconteceu o que acontece muitas vezes na pesca... Nem mais um toque eu tive... De douradas!!! 



Numa das canas resolvi tirar a casca ao lingueirão, assim como o Miguel e ele logo de seguida pimba, uma dourada quileira... Eu levo um toque, corro para a cana já na ânsia de uma dourada, mas logo ao pegar vejo que o peso era outro e que as cabeçadas eram quase nulas... Hmmm... Já ao cimo de água vejo um bicho feio... Que raio de peixe que Setúbal agora tem... Rainha, parece ser o nome deste peixe que parece uma fusão de baila e rabeta ou até truta... Já são 3 que apanho, até agora soltei-as todas, mas já me disseram que são boas...

Bem, lá fui renovar as iscadas, quando a cana do Emanuel dá um pequeno toque... E depois outro e outro... Ele lá foi ver a cana e pelos toques parecia dourada... Felizmente era e com calma lá tirámos o peixe... A maré é que começou a correr com muita força e era cada vez mais difícil parar as chumbadas...




Ainda insistimos mais um pouco, mas a corrente e a fome ( já se tinha marfado tudinho) lá nos fizeram dar por terminada a pesca... Nada de especial, mas ainda saíram umas douradas bonitas...

Ainda deu tempo para tirar foto as do Emanuel e casa...

Em breve à mais... :)








FilipePC, Emanuel, Miguel

13 comentários:

Anónimo disse...

boas, sempre tive uma duvida pode ser que me possam ajudar, eu sou daqui de Setúbal e já capturei varias vezes esses peixes mas tenho devolvido ao mar por sempre pensar que fosse uma rabeta ou algo do género, sabem dizer realmente que peixe é esse e qual a medida que tem de ter ou que pode alcançar?

Os Pescas disse...

Boa tarde, a rainha não é uma corvina, e não tem tamanho mínimo legislado, pelo que se pode capturar livremente. É um peixe semelhante mas que não atinge tamanhos elevados e costumam ser alimentos dos golfinhos. Para já ainda é um peixe recente no Sado, mas estima-se que não ultrapasse os 3 kg.

Anónimo disse...

Boa Tarde. Esse local onde pescaram é o antigo cais da lisnave na mitrena? Estou a pesnar ir para lá no domingo. Gostava de saber onde é que se colocam a pescar? se na praia virados para águas de moura, se junto às pedras e ao pontão virado para a peninsula de troia!
Se puderem deem uma ajudinha que sou principiante nisto.

Cumprimentos

Pedro Martins

Os Pescas disse...

Boa tarde. Olha o pesqueiro é ao lado da marina de Marbella, mas o ano passado eles meteram lá uns montes de terra e não sei se já se pode pescar lá, antes até o carro levavas ao local sem problema. Abraço.

PathFinder disse...

A rainha, cujo nome comum científico é Cynoscion regalis, é uma corvina norte-americana.

O nome comum sugerido no fishbase.org é corvinata real, mas naturalmente isto poderá variar de local para local.

Esta espécie é uma espécie nativa da costa leste da América do Norte e portanto invasora na Europa.

A julgar pela data deste post, este foi o primeiro relato desta espécie na Europa.

Seguiram-se capturas no golfo de Cádiz, Novembro de 2015, e Galiza e estuário do Guadiana em Junho de 2016.

Vejam estes artigos
http://www.europapress.es/andalucia/sevilla-00357/noticia-csic-identifica-corvina-americana-golfo-cadiz-20160211124810.html

http://www.sulinformacao.pt/2016/06/investigadores-do-ccmar-identificam-especie-invasora-de-corvina-no-guadiana/

Alguém me sabe dizer desde quando é que apanham rainhas, ou corvinata real, no estuário do Sado?

O meu email é pmorais@ualg.pt

Obrigado
Pedro Morais

wizard disse...

Boa tarde. Ontem e hoje (27 e 28/7/16) apanhamos duas rainhas com cerca de 30cm cada. Segundo "um velhote" que me informou sobre este tipo de peixe já há algum tempo que aparecem no Sado.

PathFinder disse...

Obrigado pela inforamção Wizard! Pedro

Unknown disse...

Caro PathFinder!

Durante o ano passado (de Setembro a finais de Novembro 2015), junto à Lota de Setúbal pescou-se muita Raínha. Diria mesmo ser tipo "Praga". Eu devolvia-as à água porque andava atrás das Bailas, mas havia noites em que os pescadores levavam às centenas.

A primeira vez que as apanhei experimentei e em termos nutritivos não considero "grande" peixe mas aproxima-se muito das Rabetas do Tejo, embora menos consistente.

Ctps

Tyah Go disse...

Boa tarde, a semana passada apanhei uma com cerca de 1kg aqui no Barreiro. Foi a primeira vez que tirei uma mas posso garantir que é bem saborosa grelhada......

blable disse...

Olá. Se ainda interessa, ainda a semana passada tiramos umas 10, e ontem mais uma...

BigFisher disse...

Bom dia
Já apanho Corvinatas Reais no Sado desde setembro/outubro de 2014,pequenas na época, mas tenho notado o aumento dos tamanhos.
Sem dúvida que está em evolução, altamente predador, receio pelas outras especies do rio

PathFinder disse...

Olá, boa tarde a todos!

Muito obrigado por todas as vossas informações, em particular aos últimos comentários feitos pelo "BigFisher", "Blabe", "Tyah Go" e ao "Unknown".

Alguém tem alguma informação sobre uma empresa de aquacultura chamada AtlantikSado?
Penso que já encerrou há uns anos.

Todas as informações sobre a captura de rainhas no Sado e em outros locais é bem-vinda!

Cumprimentos,
Pedro Morais (pmorais@ualg.pt)

PathFinder disse...

Olá, boa tarde a todos!

Muito obrigado por todas as vossas informações, em particular aos últimos comentários feitos pelo "BigFisher", "Blabe", "Tyah Go" e ao "Unknown".

Alguém tem alguma informação sobre uma empresa de aquacultura chamada AtlantikSado?
Penso que já encerrou há uns anos.

Todas as informações sobre a captura de rainhas no Sado e em outros locais é bem-vinda!

Cumprimentos,
Pedro Morais (pmorais@ualg.pt)