Os nossos amigos

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Bom Ano 2014!!!

    Os Pescas desejam a todos um Bom Ano e Excelentes Entradas! 
    Que o ano 2014, seja um ano cheio de Felicidade, Alegria, Amor, Paz, Saúde, Sucesso, Fartura e Prosperidade!



  São os votos sinceros da família Os Pescas!

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

( Spinning ) 夜芭蕾 - A noite do bailarico...

     Com vontade de ir novamente até ao quintal do costume lançar uns plásticos, de manhã liguei a um grande amigo, o Fi-Chun-li-Hang-Pe a convidá-lo para ir comigo. Ele disse-me: - "Óh Miguel.. Vamos lá, mas eu estou muito cansado, não podemos ficar lá até muito tarde.." Ás vezes custa-me a perceber o que ele diz, está à pouco tempo em Portugal e ainda não domina bem o português.

    Da parte da tarde liguei também ao Bernardo a convidá-lo, no entanto e quase como sempre, ele tinha o telemóvel desligado... Hehe!

    Combinámos em minha casa às 21:00h, mas como o Fi-Chun-li-Hang-Pe é sempre pontual, chegou lá era 21:30.. Não importava.. Só o prazer de poder pescar ao lado de um grande amigo, para mim já chegava. Já a caminho do pesqueiro liga-me o Bernardo a dizer que também ia la ter..

    Chegámos ao pesqueiro já era de noite, foi colocar as lanternas na cabeça e toca de preparar as varas.. O meu amigo chinês ia estrear uma cana nova, a Hiro Magister Lure 3mt, ainda tinha o preço e tudo.. Hehehe! Eu ia pescar com minha branquinha do costume, que tantas alegrias me tem dado!

    Em relação à amostra não havia dúvidas.. Era aquela.. Sim, aquela.. Aquela em cada um tem mais fé..

    No caminho do carro até ao pesqueiro, há sempre tempo para dizer aquelas frases da treta, e eu tive que dizer a minha: - "Ao 5º lançamento tenho um peixe cá fora, lembra-te..." E ele só me dizia: - "Tá bem... Tá bem..." Hehe!

    Chegando junto ao mar, no 1º lançamento, ainda o Fi-Chun-li-Hang-Pe não tinha lançado, sinto logo um chega para lá na amostra...

    Disse-lhe logo: - "Fi-Chun-li-Hang-Pe, já tive um ataque!" Ele a rir-se olha para mim e diz: - "Epah..." E pensando, deves ter tido deves.. Hahaha!

    Tivemos no mesmo sitio mais ou menos 30 minutos sem sentir nada, até que chega o Bernardo. A maré ia vazando a alta velocidade e decidimos mudar de sitio e ir experimentar um fundão que devia ter no máximo um metro com a maré vazia. Tivemos ali uma hora sem sentir nada, até que eu parei para descansar um bocado...

    Estou eu a falar com o Fi-Chun-li-Hang-Pe, meio português, meio chinês, quando ele engata um, Pumm Pum Pum!! Mas que após umas 3 ou 4 maniveladas se solta. Assim que o vi cravar o peixe, lancei de imediato e nem foram precisas 3 maniveladas... Pum Pum Pum... Já lá estava.. Hehehe! Com calma lá tiro a menina... Era mais uma bela Baila... Este ano elas andam em força e estão bem gordas!!


    Já não era grade... O Bernardo não tinha sentido nada, mas estava também com um problema no multifilar, ao que parece tinha ensopado e não estava a lançar grande coisa.

    Entretanto o Fi-Chun-li-Hang-Pe, tem mais um peixe ferrado que acaba por se soltar.. E diz ele bem alto: - "妓女 !!!" É lixado, dá cá uma azia!!
Passado uns minutos a insistir acabo por ferrar outra... Com calma lá veio até mim... Parecia irmã da outra que tinha tirado...


    Entretanto o Fi-Chun-li-Hang-Pe tem outro ataque, e ferra-a bem.. Essa sim, veio calmamente até terra.. Fiquei mesmo feliz!!! Só faltava agora o Bernardo apanhar uma...

    Ajudei o Fi-Chun-li-Hang-Pe a descravar as fateixas e fui colocar o peixe no saco... Quando chego ao pé dele, já tem outra cravada, hahaha! Esta parecia um achigã... Dava com cada salto fora de água... Até que aconteceu o pior... Desferrou-se... Há dias assim..

    O Chinoca já ia com 4 ferragens e 1 captura... Eu 2 ferragens, 2 capturas e o Bernardo ainda não tinha sentido nada.

    Passado uns 10 minutos sem qualquer ataque, volto a ferrar uma que se desferra mesmo aos meus pés na escoa, fiquei lixado.. Estas situação fazem parte da pesca, mas não deviam, hehehehe!! O Fi-Chun-li-Hang-Pe entretanto ainda cravou mais 1 que se desferrou... O meu amigo chinês estava em grande...

    Vi-mos depois mais tarde que tinha dois anzois da fateixa da frente abertos... Não sei se terá sido esse o motivo de tanta desferragem. Eu disse-lhe logo: - "Fateixas da china é o que dá.." Hehe!

    O Bernardo não tinha sentido nada a noite inteira, no entanto em conversa, decidimos dar assim por terminada a jornada.

    Ainda houve tempo para tirar umas fotografias no pesqueiro, onde vos apresento o meu amigo chinês - Fi-Chun-li-Hang-Pe !!!! Hahahahahaha !!


Aqui está ele... Fi-Chun-li-Hang-Pe !!
   
 Chegámos ao carro já eram 3:00h da manhã e o Fi-Chun-li-Hang-Pe no dia seguinte trabalhava... Já eu estava de folga, hehe!!

    No caminho para casa eu ia falando com ele... Mas ele quase nem respondia, tal era o cansaço. Via-se perfeitamente que o dia seguinte ia ser penoso... E pelos vistos foi...

    Acordei no dia seguinte era 12:30h, e a primeira coisa que pensei foi no Fi-Chun-li-Hang-Pe... Coitado, teve que levantar-se às 08:00h para ir trabalhar, deve estar todo partido.

    Assim que estive com ele agradeci-lhe o esforço, pois sei que não é fácil dormir apenas 4 horas e ir trabalhar...

    Resumindo, foi uma grande noite onde a boa disposição reinou e com alguma atividade proporcionada belas bailas... O Bernardo apesar de não ter sentido nada esteve sempre numa boa !!

    Certamente uma noite para repetir!!

Material:
Canas: Shimano Stradic 3mt; Hiro Magister Lure 3mt; Vega Bulit 3mt
Carretos: Shimano Biomaster C5000; Shimano Stella FB 5000; Hart nº 2 2500
Linhas: Sufix 832; PowerPro Super Slick 8
Amostras:  Lucky Craft Flashminnow; Rapala MaxRap; Maria Angel Kiss; Daiwa Saltiga; Vega Akada; Jackson Athlete

Miguel Candeias

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

( Spinning ) Baila em tempo de compensação (90+4)

    Depois de um dia cansativo de trabalho e sabendo que elas poderiam lá andar, nada melhor que ir lançar uns plásticos até ao meu quintal de eleição. Ainda liguei ao Filipe a convidá-lo, mas ele não podia.

    Não é costume ir sozinho, até porque torna-se um bocado perigoso nos dias que correm. E não é só isso, gosto sempre de ter um amigo por perto com quem possa "desconversar" e conversar. Eh eh eh! Isso mesmo, desconversar. Aquelas as galhofas, conversas da treta, do tipo: - "É chegar lá e ainda estás tu a olhar para o mar, já eu tenho um cá fora..."; - "Hoje vais ver o maior robalo que alguma vez vistes...".
    Tudo isso faz parte, e se assim não fosse, a pesca para mim não tinha o mesmo sabor. Gosto de ir à pesca com quem me sinto bem e com quem sei que posso partilhar um bom momento para mais tarde recordar.

    Sabendo que não podia ir-me embora muito tarde, pois o dia seguinte seria igual ao anterior, de trabalho, mentalizei-me que apenas ia fazer 3 horitas.

    Foi chegar do trabalho, ir jogar uns matrecos com malta amiga ao café, arrumar as coisas e abalar para o pesqueiro!!

    Cheguei ao pesqueiro já o dia trocava de turno com a noite... O mar estava espumado, as vagas estavam certinhas, tinham 1mt de altura mais ou menos. A hora da viragem da maré coincidia com o final do dia... Estavam reunidas todas as condições e tudo batia certo com o que o Windguru anunciava. Quer dizer... Tudo não, havia uma coisa que não batia certo, o vento! E ainda bem porque anunciavam ventos de Norte-Noroeste na ordem dos 26Km/h com rajadas de 35Km/h, e nada, vento nem vê-lo.
    Ainda bem para mim :-) !!


    Nas calmas preparei a vara e vesti o vadeador. Posso dizer que foi um dos melhores investimentos que fiz até hoje na pesca. É rápido de vestir, quentinho e comodo, 3 em 1!! É mesmo um espetáculo para o tipo de pesca que faço... Em 15 minutos estava  pescar.

    Estive ali umas duas horas sem sentir nada, sempre a varejar... As condições estavam perfeitas, não percebia o porquê de elas não andarem lá, era mar de dar peixe. O tempo ia passando e peixe nem vê-lo... Já quase na hora de ir embora, disse para mim mesmo: - "Mais 5 lançamentos, se der deu, se não der, vais-te embora..." E não é que deu mesmo?? Hehehe!! Ao 3º lançamento sinto um ataque e ao 4º Pum Pum Pum... Já estás!!!
    A escoa estava fortíssima e o peixe também não facilitava, parecia que se agarrava à areia...
    Neste pesqueiro a parte mais difícil, é mesmo colocar o peixe a seco. Com a escoa que faz, se o peixe estiver mal ferrado é quase certo que se desferra... No entanto, e para felicidade a minha, esta menina estava bem cravada e veio até mim com a ajuda de uma onda...


    O que eu podia querer mais?? Mais uma é claro... Hehe!!! Mas isso não aconteceu, ainda insisti mais um bocado, mas sem sucesso. Era como muitos pescadores dizem, um cardume de 1...

    Bem, estava na hora de arrumar as coisas e rumar até casa, que o dia seguinte era de trabalho... No caminho para casa, ainda houve tempo para parar nas bombas da BP e comer um daqueles pães com chouriço maravilhosos!!



    Como fui sozinho, não tinha fotógrafo de serviço, pelo que todas as fotos tiradas foram em casa à exceção da primeira.

Material:
Cana: Shimano Stradic 3mt
Carreto: Shimano Biomaster C5000
Linhas: SUFIX 832 c/ chicote Asso Fluorocasting
Amostras: Lucky Craft Flashminnow; Rapala MaxRap; Maria Angel Kiss; Daiwa Saltiga 


Miguel Candeias

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Feliz Natal a todos...

    Os Pescas desejam a todos um Feliz e Santo Natal, com muita paz, alegria e saúde, junto daqueles que mais gostam.

    Que todos os vossos maiores desejos sejam as vossas prendas.

   Obrigado a todos os que nos acompanham, aos leitores, aos amigos, e à nossa família.

   Muito obrigado por tudo, divirtam-se e acima de tudo sejam sempre muito felizes...






    São os votos sinceros da família Os Pescas!

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

9 de manhã e 5 à tarde....grande dia...:-)

Boas Pessoal….

Eram dez da manhã e já estávamos á pesca, mas desta vez só com o meu amigo cachorro, pois o Pedro de manhã não podia só à tarde. Por isso eu e o meu amigo, fomos fazer um jigging até à hora do almoço..:-)

Para variar, a primeira zagaia que escolhi foi, a laranja feita por mim…hehehe. Porque além dos peixes azeites gostarem, pelos vistos os outros peixes também..:-) O meu amigo escolheu uma esverdeada fluorescente e assim que chegámos ao sitio, para fazer a primeira deriva…pimba zagaias lá para baixo……….91 metros até ao fundo….fechei a asa de cesto, e ao mesmo tempo ouvi a sonda apitar, apesar de não se ver peixe nenhum lá embaixo…hahaha…bem ai vamos nós dar aos braços…hahaha….assim que arranquei a zagaia do fundo e dou dois toques, ferro o primeiro Azeite!!!....LINDO, este estava de boca aberta…hahaha. Posso dizer que assim que eles ferram acontece uma paragem, onde nem puxamos, nem o peixe arranca, que dá cabo logo dos rins…hahaha…depois de dar 2 ou 3 golpes fortes de ferragem para ter a certeza que o anzol trespassou, a luta começa, ao som do drag….ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ…ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ…ZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZZZZZZZ…Porque é que o primeiro tem que ser sempre o mais bruto!!!!...hahaha..aguentar com a cana no cinto de combate, pois de outra forma….BOA SORTE…hahaha…agora é esperar que pare um pouco para depois começar a puxar o peixe 91 metros…hahaha.

O meu amigo, nesta altura apenas disse-me que pelos vistos eles gostavam da minha zagaia, o mais giro foi que ao fim de tirar o quinto Azeite já ele dizia….PORRA LUÍS…Mas eles só querem essa zagaia….hahahahaha…mas entretanto ele ferra o primeiro…boa..:-)

Entretanto os ataques à minha zagaia continuavam, mas estava difícil ferrá-los. Foi então que coloquei outro assist e ainda bem que o fiz, pois era cada tiro cada melro…hahahaha

Entretanto o meu amigo começou a variar a cor da zagaia e pelos vistos nenhum gostava da cor…hahaha..mas enquanto ele andava nas experiências, já eu ia no sétimo azeite..hahaha…eu só lhe dizia, deixa-te disso e volta à 1º opção mano. Entretanto como eu estava a sentir peixe, decidi mudar e trocar a zagaia por um inchiku montado por mim, pois se queremos aprender a pescar com amostras diferentes, temos que experimentar quando eles lá andam, dessa forma torna-se mais fácil de entender a forma deles atacarem o inchiku. Ainda bem que o fiz, pois nem dois minutos demorou até ferrar um azeite...hehehe...pena que foi o mais pequeno. Talvez seja por o inchiku ser mais pequeno que as zagaias. Por essa razão decidi voltar a trocar para a zagaia, apenas para não capturar os mais pequenos, mas sim os maiores. O que acabou por acontecer...:-)

Enquanto eu tirava o azeite, já o meu amigo tinha trocado de zagaia, ainda bem que o fez, pois foi o que o salvou, pois ele ainda conseguiu tirar mais dois, quando cheguei aos nove peixes..:-)

O meu amigo ainda perdeu um peixe ainda lá no fundo, que decidiu arrancar colado ao fundo, e não subia de maneira nenhuma, por mais força que o cachorro fizesse…hahaha…estávamos nós os dois a olhar para aquilo, e o que quer que fosse, era bem grandeeeee!!!!...mas infelizmente, desferrou-se!!..até o meu amigo pensou que tivesse rebentado com o anzol..hahaha, mas não, o anzol continuava lá e em condições…:-)

Eu já estava mesmo cansado, a levar com sol, sem vento!!!...e depois de 9 peixes, eu já estava satisfeito e pronto para ir almoçar e descansar um pouco para voltar à carga da parte da tarde…:-) Não seria jigging, mas sim corrico, pois os atuns têm andado por estas bandas e nada como ir tentar capturar algum..:-) Não são grandes, mas mesmo assim, dão uma bela luta…hehehe.


Já no Porto, despedi-me do meu amigo e fui almoçar…e descansar um pouco..hummmm..hehehe…até às 14h30. Hora essa, que eu tinha combinado com o Pedro.


Eram 15h30 e já eu e o Pedro estávamos com as amostras para os atuns e dourados dentro de água…hehehe…agora é ficar de olho no horizonte em busca deles…:-) 


Pelos visto não demorou muito, pois vemos ao longe um ataque brutal à tona de água, e de certeza que aquilo não eram dourados, mas sim atuns…arrancamos com o barco, mesmo com as amostras dentro de água até ao ponto, e assim que chegámos perto, abrandámos mesmo sem os ver, na esperança que alvorassem outra vez…Anda peixinho que o pai não te faz mal…hahaha.

O material que estávamos a usar era todo de jigging..hahaha…assim dá mais gozo, eu com a minha cana e o meu saltiga. O pedro, com duas canas e com um stella e um spheros 17000 acho eu!!!..:-)

Eu acho que nem 5 minutos passaram quando só ouvimos o Stella do Pedro a gritar…ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ…é que nem parava…hahaha…nem dava para ver o que era, mas de qualquer forma não era dourado, pois assim que os dourados se ferram, dão saltos fora de água para se desferrarem da amostra.


Como só tínhamos 3 canas dentro de água, era fácil o trabalho…hahaha…enquanto o Pedro trabalhava o peixe, já eu tinha tirado as outras duas amostras dentro de água, juntamente com os teasers.
A luta demorou um bocadinho, mas sem stress, conseguimos embarcar o primeiro yellowfin tuna…hehehe…o que custa é o primeiro…:-)

Amostras dentro de água outra vez e quando vamos a passar novamente no mesmo sitio, desta vez ouve-se o Stella e o meu Saltiga a cantar quase ao mesmo tempo…ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZz..ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..que loucura e cada um com um atum na cana…hehehe..ainda bem que nenhum enrolou em nada…:-)


Ao fim de 10 minutos a fazer força conseguimos embarcar os peixes..:-). Entretanto voltámos a colocar as amostras dentro de água e durante uma hora e meia conseguimos capturar entre os dois 11 atuns..:-) 5 para mim e 6 para o Pedro..:-) Depois parou a actividade dos atuns…talvez por a comedia se ter dispersado e com eles os predadores.

A pesca estava mais que feita e ambos satisfeitos com o dia de pesca…pois existem momentos que basta um peixe para fazer um dia memorável..:-) E este foi sem sombra de duvida nenhuma um dia memorável…:-) Não pela quantidade nem pelo peso, mas pelas emoções fortes e arrepiantes que um Azeite ou um atum proporciona..:-)


Tirar os atuns com material de jigging já deu bastante gozo, pois permite uma luta mais digna deste peixe, mas tenho a certeza que um dia ainda vou conseguir tirar nem que seja um com a minha querida lesath e com o meu stella 5000SW…hehehe..e pelo que vi nas canas do jigging, a luta vai ser épica…hahahaha.



                              Um grande abraço e até breve....

                                           Luís Malabar

domingo, 22 de dezembro de 2013

Naufrágio na Costa da Caparica

Infelizmente o mar fez mais vítimas. Os fortes mares que estão a ter lugar este fim de semana pelo país com ondulação acima dos 4 metros e enchios de 18 a 20 acabaram por mais uma vez tirar vidas.

Foi ontem na Costa da Caparica que uma embarcação de pesca desportiva naufragou fazendo 6 vítimas. Os pescadores eram do Barreiro e o nome da embarcação era o cochicho, e naufragou junto a praia do CDS.



Crê-se que a embarcação vinha do Cabo Espichel... Sabendo nós que esta é a época de douradas, a pergunta que fica é sempre a mesma... Vale a pena o risco nestes dias? Vale a pena por 50 ou 60 kg. de douradas arriscar tanto? E a tal história que oiço diariamente nas lojas e cafés com pescadores de que...
" Ah isso não é nada demais"... ou " está grande mas ao largo navega-se bem..."

A imprudência, e o maior inimigo do pescador, torna-o o cego.

Às famílias ficam as condolências, mas aos pescadores lúdicos no geral fica mais um exemplo do que estes mares fortes fazem.

E ainda na 6ª feira na loja de pesca discutia esse assunto com algumas pessoas que diziam que o mar não ia estar nada demais e que dava para ir na boa... E eu lembro-me de dizer...

"Com o que eu vi no Windguru, eu não embarcava. Vocês arriscam a vossa vida, e normalmente os acidentes até acontecem com quem julga conhecer o mar..." Foi mais ou menos isto que disse, e mais um acidente aconteceu.
Verdade que podem acontecer todos os dias, mas nestes dias em Particular, arriscar é muitas vezes fatal.

Ao sobrevivente, que dê graças a Deus pela sua vida ter sido poupada.... Tem 37 anos, e uma vida pela frente...




Tomem atenção o Windguru mantém o mau tempo para os próximos dias...

OSPESCAS

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

( Spinning) O regresso ao Spinning meses depois...

Boas,

Pois é, voltei a uma spinadela... Já tinha saudades... Estar de férias em casa e sem nada para fazer é tramado, olhar para o WINDGURU e ver tanto vento dá-me náuseas...

Mas que pesca podia eu ir fazer com os 40 km/h de vento que davam??? Bóia? Xi nem pensar... Surf? Epa é dose, com este vento... Ou uma pequena chumbadinha, ou um spinning numa zona em que pudesse aproveitar o vento vindo de Norte...



Pus-me a pensar e percebi que seria mais produtivo fazer um spinning, e nestas condições há um sitio onde um amigo meu Africano costuma ser feliz com tanto vento... E porque não?? Acordei já perto das 10 horas, e fui à janela, olhei e vi que o tal vento se mantinha e o tempo estava bem tapado... Óptimo para sofrer, óptimo para aproveitar o vento...

Vesti-me como se fosse para a guerra, cheio de camisolas e com o impermeável, toca de pôr o vadeador por cima e bora lá...

Chegado ao pesqueiro nem viva alma, o vento fazia me pensar que aquilo era loucura... Mas uma coisa é certa, virado a Sul, com aquele vento, conseguia fazer disparos impensáveis, as amostras voavam como pássaros, incrível... Desci o mais perto do mar possível e embora ele batesse um pouco, dava para pescar na boa, e protegido daquela forma, podia experimentar umas amostras que tinha já no baú faz tempo, e que ainda nem as tinha posto de molho...

Comecei por experimentar umas Storm Sea bass, belas lançadoras sim senhor... gostei do que vi... Trabalham bem e aguentam muita água... Sim mas não apanhei nada...

Olhava para a água e estava meio aberta, um verde esmeralda,e pouco espumada... A maré vazava já à umas horas, e a escoa estava fortíssima, pelo que a minha tentativa de aproveitar o lançamento das Saltiga, não surtiu efeito pois elas lançam imenso, mas não me aguentavam o mar e tive que trocar.

Olhei para a mala e resolvi tentar uns vinis de forma a poder fazer um rastreio dos fundos, visto que tinha levado os Storm Ultra eel, com 40 gramas, o que me possibilitava sentir bem o fundo. Usei o azul,, e procurei fazer animações lentas, alternando sempre com os toques de ponteira... Na realidade estava a sentir-se muito bem o vinil e deu-me muito prazer poder brincar com uns vinis...

Troquei para a cor AYU, e fui mais ao bico tentar uma zona mais funda e com menos corrente, pois pelos vistos eles não andavam a caçar naquela corrente tão forte... Logo no primeiro lançamento no bico com a cor AYU senti uma porrada, e fiquei meio desconfiado, se seria peixe, ou se era eu a alucinar e a levar com o vento na tola já estava a imaginar coisas... Lancei, lancei, lancei, e nada... Provavelmente estava a delirar...

Olhei novamente para a mala das amostras e que raio, só tinha um "bajolo", uma x-rap, e pensei... Vais tu pá, vais-me fazer magia filha da mãe, vais apanhar um sarrabeco qualquer, e eu vou para casa tomar um banho quente pois está um vento do caraças!!!

E lancei, o multifilamento acabou no carreto, tal foi a jarda com as rajadas de 40/50 km/h de vento que estava... Consegui meter a amostra da parte de fora do cabeço de areia, mesmo longe, e julgava que a chance era apanhar na passagem para o fundão, ou seja no declive, zona preferencial para os grande robalos...

Mas estava eu a recuperar lentamente... Vinha a amostra no centro do cabeço de areia, que devia ter pouco mais de um metro de água pois via-se bem o cabeço, e PUMBA! Uma carolada na cana, e fiquei mesmo à nora... como se tivesse prendido... E pensei naquela fracção ter feito mal, em ter recuperado devagar pois teria prendido em algum lado... sei lá, uma corda... Quando a cana, dá outro safanão para a frente... E de repente olho para o cabeço e vejo um reboliço... E o carreto ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ, não foi um grande primeiro arranque talvez pela pouca água... Era mais a força a puxar do que o arranque do peixe, parecia um xarroco a ser rebocado... Mas ao chegar ao fundão, ele lá deu um sinal de sua graça, e arrancou um pouco ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ, desta com mais ganas... Começou a levar a linha para o lado da pedra e resolvi ir fechando o drag... devagar, devagar, a cana toda dobrada, mas nisto, esta cana é muito boa, aguenta bem o peixe, e pude fechar bastante o carreto e cansei o peixe, que me veio aos pés, já meio de barriga voltada... Desci devagar para o ir buscar, já ele estava seguro entre umas rochas, e fechei a cana... Para mim estava feito... Olhei para a minha querida amostra, que de barco já me deu tanto peixe, e pensei... Hmmm, Isto funciona, mesmo assim! Hei-de comprar outras cores... Mais uma vez, aconteceu algo que para mim pode fazer a diferença num pesqueiro... Esta amostra para um jerkbai afunda muito mais, faz mais sonda de fundo do que as tradicionais... E funcionou... Trabalha muito bem, aguenta muito vento e mar... Fiquei fã...





Quando subi o pontão, nem viva alma... Guardei bem o meu menino, que em casa ao arranjar vi ser uma menina com 1,400 kg. ... E fui para a minha doce e quente banheira...
Já tinha saudades de spinnar, só tem sido trolling e trolling... Soube bem, apesar do vento... Em casa ainda tirei uma foto para poder fazer o relato. Não foi ainda o tarolo que quero, mas deu para sentir o gosto novamente.


Material:
Cana: Sakura Shinjin 3 mt.
Carreto: Shimano Twin Power FB 5000
Linhas: Sufix 832 com baixada 0,47mm Yuki Neox
Amostras: Storm Sea Bass; Daiwa Saltiga; Vega Akada; Lucky Craft flashminnow; Storm Ultra Eel, Savage Sandeel

Filipepc

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Jigging e corrico aos Pelágicos........


Boas Pessoal…..


Desta vez fomos fazer um pouco de corrico, para tentar capturar algumas das espécies que chegam à costa de África nesta altura do ano, tais como os veleiros, yellowfin tuna e os dourados.

Como o barco do Pedro ainda se encontra no estaleiro, devido a problemas no motor, acabámos por ir no barco de um amigo nosso, que teve a amabilidade de emprestar para podermos ir à pesca enquanto o outro não está pronto. É um barco cabinado com cerca de 6 metros e meio equipado com dois motores da Suzuki de 140 cavalos de 4 tempos.Pode parecer muito, mas na verdade não é, pois o barco é bastante pesado e se não tivesse os dois motores, o desgaste e o consumo era muito maior.


Assim foi, enchemos o depósito do barco, carregamos o barco com o material e arrancámos a uma zona que já conhecemos e que se chama, montanha!!. é uma zona que nada tem a ver com o nome que lhe deram, pois seja pedra ou declives é mentira…hahaha…a única mais valia que a Montanha tem, é que numa distancia de  100 metros, passamos dos 100 metros de profundidade para os 300, sempre de uma forma gradual e nunca a pique!!!.


Pelos vistos, seja os peixes de bico ou os pelágicos, ambos gostam desta zona…:-) e se eles gostam, nós também…hahaha.


Demorámos cerca de meia hora até ao pesqueiro, o mar estava um espanto, mais parecia uma piscina, o mesmo com o vento, que era quase nenhum, maravilha, ao contrário do que temos encontrado!!!!..vaga cruzada e vento com fartura!!!.


Já me esquecia que a ultima vez que fomos ao jigging, foi fraco e apenas conseguimos capturar um Azeite e dois serrajões, estes últimos tirados com jerkbaits de sub-capa e afundantes. Em que uma vez mais a minha zagaia laranja feita por mim, safou-me com mais um azeite…hehehe..:-)


Voltando ao presente, assim que chegámos ao pesqueiro, escolhemos as lulas médias que tanto dá para os dourados como para os atuns e os veleiros..:-) As canas essas, 3 de jigging e 2 de big game de 50 libras, equipadas com dois tiagras de 50W.


Eu comecei por um jerkbait da molix de 19cm equipado apenas com dois anzóis da mustad, pois todo o cuidado é pouco no que toca a altura de cobrar os dourados!!!, Isto porque o dourado é um peixe muito eléctrico e basta um descuido e a desgraça instalasse a bordo, pois o que não falta aqui são pescadores de big game que já cravaram na carne, seja na barriga da perna, peito, braços e afins, anzóis!!!!!...e estes anzóis não são propriamente pequenos….hahahaha..Por isso, achei melhor optar por colocar apenas um anzol em cada olhal da amostra em vez de duas fateixas…hahaha.


O tempo foi passando e nada, até que descobrimos uma espécie de jangada de cartão e bóias, que pelos vistos estava fundeada….hehehe…isto tem que ter dourados!!!!!.....decidimos passar com o barco perto para ver se conseguíamos ver algum por debaixo daquele destroço!!!....e assim que passámos, vemos 3 por debaixo daquilo, com o seu dorso dourado com tons de azul…



LINDO!!!...preparem-se pessoal, que vamos ter festa…hahaha…o barco passou e assim que  as amostras passaram ao lado nem um toque, a não ser a minha que leva uma porrada, ainda por cima comigo a segurar na cana, para sentir aquele primeiro embate que vale tudo….Pimba..e dourado ferrado…hahaha….ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ:..ZZZZZZZZZZZZZZZ:…..Salto no ar…LINDO….ZZZZZZZZZ…ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZz….este apesar dos saltos e de duas corridas, dava para ver que era pequeno, e sem pararmos o barco, fui recolhendo linha até o colocarmos a bordo!!...hehehe…grade já não era…hahaha…1 para os jerkbaits e zero para as lulas…hahahaha.


O mais giro é que assim que nos afastámos para dar a volta, víamos eles aos saltos…pareciam golfinhos!!!!. Ou estavam a caçar ou a serem perseguidos por algum veleiro ou marlin!!.Visto eles serem um dos alimentos dos peixes de bico…:-)




2 volta e a esperança de cravar o segundo ou mais era muita, pois assim que passámos novamente ao lado do destroço, vimos 4 desta vez…hehehe…assim que as amostras passaram ao lado, uma das canas leva um toque mas não ferra, e numa outra que tinha um passarinho rosa, vemos um dourado aos saltos contra o passarinho em vez da lula…hahahaha….como eu estava a ver aquilo, nem reparei na mocada que a minha amostra leva…hahahaha….peixe ferrado e desta vez afunda!!!:….só pode ser um atum!!!!....LINDO!!....era pequeno pela luta, mas era o meu primeiro…hahaha…e o primeiro é sempre o primeiro…:-)


2 ou 3 minutos tínhamos o primeiro yellowfin tuna a bordo…:-) Para a 3 volta…entretanto o raio dos dourados continuavam aos saltos que pareciam malucos…hahaha…mais uma vez voltamos a vê-los debaixo de água…:-). O barco passa e depois as amostras, mas desta vez uma das canas do Pedro verga com um dourado…..ZZZZZZZZZZZZZZZ…ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ….ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..este já era maior, ao que o rapaz que foi connosco agarrou-se à cana, pois o Pedro estava a conduzir a embarcação.

Apesar de o dourado ser maior que o meu, 5 minutos depois e sempre com cuidado, embarcámo-lo sem problemas…:-). Entretanto ainda demos mais voltas ao pé do destroço mas apesar de eles estarem lá, pois conseguíamos os ver, não atacavam as amostras, o que nos deixou intrigados, pois não é muito normal!!!..mas enfim, na pesca não existe nada de normal, e assim é que deve ser..:-)




Estava na altura de seguir até à montanha e tentar ver o que andava por lá..:-). E constatámos que ao fim de 4 horas, apenas vimos tartarugas, tubarões martelo e anequins!!!. Peixe que é bom, nada…hahaha. Ao fim de 4 horas decidimos voltar até ao destroço, para tentar a sorte, pois onde estávamos não se passava nada!!!

Assim que chegámos ao destroço até ficámos malucos, vimos os dourados aos saltos e ao lado um cardume de atuns aos saltos e atacar alguma coisa…hahaha…acelerámos até ao sitio mesmo com as amostras dentro de água, mas foi sol de pouca dura!!!...assim como os atuns apareceram, também desapareceram!!....grande merda!!...pode ser que voltem aparecer entretanto.

Vamos dar umas voltas perto do destroço e a ver se calha alguma coisa!!!...fizemos 3 passagens e nada, até que decidimos trocar duas lulas medias por duas mais pequenas, para ver se surtia efeito!!!

Mais uma passagem e passado uns segundos das amostras passarem perto do destroço a minha cana dá sinal!!...verga e peixe ferrado numa lula pequena…..hehehe…mais um yellowfin tuna….hehehe..com aqueles tremeliques típicos de um tunídeo, que tão bem se sente na cana…:-) Este era do mesmo lote que o outro, parecia irmão..hehehe.

video

Voltamos a fazer outra passagem e desta vez foi um dourado igual ao segundo numa das canas do Pedro, uma vez mais o rapaz, foi quem tirou o peixe..:-). Mais uma voltinha e desta vez a minha cana volta a vergar com mais um atum…hehehe…se já dá gosto apanhar estes pequenos, nem quero pensar quando for um de 40 quilos…hahahaha


video

Pelos visto, não víamos os atuns, mas que eles andavam na zona, andavam…hahahaha..era só uma questão de paciencia…:-). Podia ser que ferrássemos um maior..:-). E não foi que numa das voltas, a cana de jigging do Pedro verga e faz o stella cantar, como até agora não tinha cantado…ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ..ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ….É BICHO…o rapaz agarrou na cana e eu recolhi as linhas que estavam mais próximas para não atrapalhar, e enquanto eu fazia isso, o carreto soltava linha, até que eu cheguei ao pé dele, e regulei o drag do carreto, pois com a pescar com uma linha de 80 libras, podíamos puxar por ele…:-).

O peixe abrandou, mas estava fundo, o que deu logo para ver que este já tinha que ser um atum jeitoso…:-). Agora era uma questão de esperar e cansá-lo…hahaha…pois este ia demorar mais um bocado, e assim foi, ao fim de algum tempo, ele veio à tona de água com aquele dorso lindo, uma mistura de tons de azul e amarelo, onde a cor das barbatanas são o que definem o yellowfin tuna…Amarelas de um tom forte…Maravilhoso..:-) Claro que eu já estava com o bicheiro à espera dele, e assim que o vi, ferrei-o e levantei o peixe para colocar no porão…hehehe…mas só visto, era sangue por todo o lado!!!...muito sangue que estes peixes deitam!!!...hahaha


Maravilha, pois apesar dos peixes não serem grandes, notava-se que agora estavam activos porque de minuto a minuto só víamos peixe aos saltos, e tudo naquela área!!!.


Assim que arrumámos o peixe, quando olhámos já não víamos o destroço????...bem de qualquer forma está marcado no gps, foi o que pensámos…hahaha…mas não sabemos o que aconteceu, pois nunca mais demos com o raio do destroço!!!!!...parecia de malucos!!!..mas o mais ridículo é que ao fim de meia hora, continuámos sem dar com o destroço!!!..e logo agora que estava entrar peixe!!!...paciencia, bem vamos andando para terra que já são cinco da tarde, amanhã é outro dia…:-)


Para dizer a verdade a minha vontade era parar perto do destroço, parar o barco e lançar uns vinis aos dourados…hahaha…mas como eu era o único a querer, paciencia..:-) Fica para outra altura….de qualquer forma a pesca estava feita, não eram grande mas já deu para um aquecimento para o que há-de vir…ahahaha…:-)



                               Um grande abraço e até breve

                                             Luís malabar