Os nossos amigos

terça-feira, 29 de abril de 2014

( Chocos) A Gula



Bem vamos então a toda a história deste dia de faina...

Boas pessoal,

Aproveitando a maré de chocos que tem existido este mês era altura de voltar a tentar mais uma pescaria a eles, mas mais uma vez o dia de folga não coincidia com o dia perfeito, e enfim... Ou se ia ou não se ia, claro!!! Bem, como sempre lá fomos nós em busca de umas quantas capturas. Mesmo que não fosse o dia C, era um dia que com pouco mar podia dar alguns choquitos.



O dia começou bem cedo ainda não era 6 da manhã e já eu andava pela minha cozinha a comer qualquer coisa antes de ir para a pesca... Paragem na Bomba como de costume para o café habitual e toca de rumar a Setúbal para mais uma pesca.

A passagem pela Serra é sempre magnífica e enche-nos a alma. Sorte a de poder usufruir de paisagens assim!!!

Chegados ao pesqueiro, o microclima da Serra estava como sempre a deixar toda aquela zona cheia de cacimba e nevoeiro.

Eram 07.30 e já estávamos no pesqueiro e prontos para começar a faina, mas a visibilidade era tão baixa que estava difícil conseguir escolher o spot.

Resolvemos ir para a zona mais baixa possível, sempre a procura de uns chocos de qualidade, e demos com os sacanas rapidamente, fazendo 2 chocos. Ufa!!! Estava tão difícil que ficámos muito felizes e com a noção de que o nosso esforço estava a merecer a pena. Levantar tão cedo, fazer Km´s, ter noção que sabemos bem o que estamos a fazer, e mesmo assim não apanhar nada, é de certa forma frustrante, apesar de não ser o mais importante... A brisa e o bem estar são sempre para mim o melhor que a pesca me dá...

A zona estava batida, e era hora de mudar de spot, o pior é que todas as zonas perto apresentavam algum limo ao cimo de água, daquele tipo cabelos, e não era o que procurávamos...

O Palmeta para não variar já estava a abanar a cabeça, parece aqueles bonecos do sempre em pé!!! ahahah!!!

Eu lá lhe fui dizendo que a pesca é mesmo assim, e que há dias fracos, há que ter calma e tentar continuar a procurá-los, a ver se a coisa melhora...

Ele lá fumou um cigarrito e disse:
- Então vamos lá a outro spot a ver se anda lá algum polvito...
E... eheheh!!! Estava mesmo. Um belo Polvo que nos fez logo salivar. Mais uma boa captura e de bom porte este menino e ficámos logo cheios de esperança...





E logo de seguida ele apanha um belo choco, animal para 3 Kg... Grande choco e um grande sorriso que ele deu!

Ainda o agarrei para tirar a foto, mas lembrei me logo de um o ano passado que eu a brincar levei uma grande dentada. Não me vou esquecer desse dia. Se vocês vissem, um choquito pequeno, nada de mais, não tinha mais que 300 gr., o gajo deu me uma ferroada, que até vi estrelas!!! Tive que o arrancar quase da mão.

Quem diria que um bichino anão tinha aquela potência. Desde esse dia, quando vejo um grande, e aquele bico enorme que tem, só penso que se me distraio, o gajo arranca-me a mão...lololol.

Bem, passada a fase dourada, foi hora de penar de novo...
Mais de uma hora sem pegar nada. O Sado estava mesmo seco...

Por mais que lutássemos nada... Nada, mas nada!!!

A maré não ajudava, julgo já ter explicado que temos tido muito melhores resultados com a maré a encher do que a vazar, e portanto restava esperar que ela desse a volta.

Lá comemos os nossos pequenos almoços, e lá descansámos um pouco, enquanto isso a maré lá deu sinais de estar parada, e era hora de dar os últimos fôlegos antes de terminar a faina.

Felizmente ou não, o nosso melhor spot, estava cheio de limo e fomos para Sul, zona mais funda, mas mais limpa, e foi lá que salvámos a pesca. Não porque tenhamos apanhado algo de especial, nada disso, não foi um grande dia, mas a realidade, é que quanto mais sobes, maior é a queda, mais duro se torna não fazer brilharetes! Julgo que isso é um dos grandes problemas de muitos pescadores.  Há que disfrutar da pesca, há que percebê-la e amá-la assim. Não podemos porque um dia apanhámos paletes, querer sempre a mesma bitola. É nos momentos maus, nos dias fracos, que se percebe quem ama o que faz.

Foram 30 minutos de grande nível, com boas capturas, ainda fizemos uns 10 chocos e 2 polvos, e para terminar, sim para terminar um choco enorme, o maior da manhã, que já em terra marcou 4.050 kg. Um monstro. Lindo choco! Um choco que vai dar uma almoçarada para a família toda... Já estou a sentir o cheiro de um choquinho frito!







Com esta captura, demos por terminada a faina, um dia meio fraco, verdade que muito abaixo do que estamos habituados, mas dentro do que o mortal pescador pode almejar. Nem sempre podemos estar em grande e nem sempre o mar nos pode dar aquilo que a nossa ganância deseja!

Para mim, foi mais uma manhã bem passada, onde o mar, me recarregou baterias, e me deu mais alguns bons momentos...

Momentos passados a fazer aquilo que na vida tanto gosto, neste desporto maravilhoso que tantos adeptos tem pelo mundo fora.

Uma espécie de yoga activo!







Ah, sim... o título. Bem, se querem saber, este relato dá-me gozo escrever, muito por esta parte final...
Ora vejam a foto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Sim. Sim... Porra, já vos disse que sim, viram bem... É isso mesmo, lol, uma saca, sim, uma saca de BOMBOCA!!!!!!!!!!!!

Ah sim, como isto é possível??? Bem, estou eu descansadinho a enviar uma mensagem, nem estava já com atenção quando o Palma:

- Filipe!!! Ajuda aqui, agarra, agarra...
E eu, a agarrar, um peso do caraças, estava a ver que tombava do barco... E eu agarrava, e nem sabia no quê, um peso do caraças, e só pensava que ele tinha apanhado algum Gofinho, e ia sustendo a pressão com toda a força, até que ele lá me ajudou e os dois metemos a seco, este MAGNÍFICO EXEMPLAR... OU NÃO!!!

No meio daquele dia fraco, epa, uma saca de bomboca era do melhor, até porque tínhamos a ideia de ir fazer uma embarcada fundeada e isto era do melhor, lol... Xi que alegria, uma saca inteirinha de bomboca, caída no SADO, que maravilha... Eu estava estupefacto, sem entender, mas, muito satisfeito, e o que nos rimos, lololol, isto era, do melhor que se podia pedir...

E lá fomos os dois satisfeitos para casa, com a nossa saca de bomboca, a maior captura do dia de faina...

.. Sim, vou explicar... Então vejam bem esta... Chego a casa, vou tomar um banho, e tinha lá família. Quando saio do banho está a minha famelga a cuscar a captura, e nisto oiço isto:
- " Ah podia nos dar umas ameijoas dessas grandes para comer, antes do jantar"
- " Não. Isto é meu e do Palma, não vou mexer"
- " Epa, ganâncioso tens tantas, só uma frigideira delas"
- " Já disse que não" e lá fui para a sala...

Mas passados uns minutos voltaram a carga e em grupo, já eu tinha ido meter a saca na arca.

- " Ah, e tal, também não custava dares uma meia dúzia, são tão grandes", " Ah, não te custava nada", Ah, és um egoísta"...
E eu em stresse, passei-me...
" Porra, vou buscar umas quantas, mas só uma mão delas, para provarem e não me chateiam mais"...

E lá fui eu, lol, a bufar buscar a porcaria das ameijoas grandes para todos se deliciarem... E trago-as para baixo, e deixo-as na cozinha e digo:
- " Agora deleitem-se e deixem me em paz. E não peçam, porque não vou buscar mais"...

E fui para o meu sofá...

E passados uns segundos, começo a ouvir uns gritos, a chamarem me nomes...

- " És mesmo mau"... "Fizes-te de propósito"... " Isto não se faz, não querias dar, não davas!!!!!!!"

E levanto-me da mesa... e vou ver o que se passava...
Tudo com cara zangada, e quando olho para a frigideira!!! Desatei-me a rir, tudo zangado, a pensar que eu estava mesmo a gozar e que tinha feito de propósito...
É que a frigideira era só areia, lol, só areia!!! As Bombocas, ameijoas grandes para eles, eram só areia por dentro. Esquisito, sim, pois elas estavam bem fechadas, nunca imaginei, nem eu, nem ele, que elas tivessem vazias, tivessem secas, pois eram muito pesadas. Foram momentos lindos, lol, vocês nem imaginam o quanto me ri.

Talvez agora já me entendam... É que uma saca esquisita que deveria ter sido a maior captura do dia de faina, não foi mais do que uma lição para o ser humano, sendento, louco, cheio de GULA.



Até breve,

FilipePC, Ricardo Palma

15 comentários:

Anónimo disse...

Olá amigo, que grande relato, ahahah, é um gozo ler estes relatos. As ameijoas vazias, ahahah e todos a salivar, muito bom.
Abraço, David.

Bruno Mendes (Lostsoul) disse...

ahahah
opa Filipe so tu para me fazeres rir com essa das bombocas :P
excelente ehehe
Alem de ser um petisco muito bom quando cheias e frescas, são um isco muito bom na embarcada principalmente nos lados de Setúbal para baixo.
Mais um excelente relato e uns belos chocos pesca que nunca fiz mas acho engraçada e os polvos muito bons.

Continuação de bons textos e respectivas avebturas .

Joaquim Carlos Araújo disse...

olha que coisa mailinda :)

Manuel Oliveira disse...

Uiii essas bombocas... :)
Pena estarem cheias de areia, que estranho?!?! Isso deve ter sido para ai alguma brincadeira, que deve ter dado cá um trabalhinho... LOL

Abraço

André Matos disse...

Que grande relato , esta muito bom , Continua com esses bons relatos :D Nunca experei esse desfecho :P

Alexandre disse...

Bonita pesca de chocos.
abraço

Os Pescas disse...

Olá David obrigado meu grande amigo.
Um abraço.

Os Pescas disse...

Como é Bruno tudo bem? Epa, foi realmente uma surpresa o que aconteceu. Um abraço.

Os Pescas disse...

Olá Joaquim, é mesmo uma coisa linda, lol. Abraço.

Os Pescas disse...

Olá MANEL, eu não sei o que se passou, mas acredita que é verdade. Apanhámos o raio da saca, levámos cheios de gula, e ela tinha as bombocas fechadas, mas depois eram só areia. Ainda não entendi,mas que foi assim, foi... Abraço.

Os Pescas disse...

Olá André, epa, este relato tornou-se fácil, porque foi mesmo assim que se passou, lol. Fácil. Um abraço.

Os Pescas disse...

Olá Alexandre, um abraço e obrigado.

Pedro Franco disse...

Boas Filipe,
mais uma divertidissima jornada de pesca, onde a melhor captura do dia acabou por dar em risada e numa grande lição para todos he he he.
Um abraço e boas fainas.

Os Pescas disse...

É verdade Pedro, foi uma jornada muito divertida. Um grande abraço.

Os Pescas disse...



Grande relato, fartei-me de rir Filipe..hahaha...muito bom..:-)
Como é que é possível..hahahaha..o mais giro é que só no calor é que abriram..:-)
Gulososssssss...:-)

Aquele abraço mano

Luís Malabar