Os nossos amigos

quarta-feira, 21 de maio de 2014

( Jigging ) Dias de pesca em família...:-)



 Boas Pessoal..:-)




 Pela 1º vez, tive o prazer de pescar ao lado do meu sogro durante 4 dias..:-) Ele é um aficionado pela pesca como eu mas nunca tinha experimentado fazer jigging.


Foram 4 manhãs muito bem passadas junto ao mar e com muita alegria por o ter comigo, pois não existe nada melhor do que ver no rosto do meu sogro a satisfação de ferrar uns belos peixes e viver a experiência do que é tirar um pelágico destes..:-)


Para mim, foi com enorme satisfação que vi o meu sogro apanhar mais peixe que eu durante estes dias, ainda conseguimos fazer 2 ou 3 doubles strikes..:-) sendo que o maior peixe capturado por ele, tinha aproximadamente 10 quilos e que o fez suar e bem para o tirar..:-)


As zagaias essas, derivado à corrente que se fazia sentir, eram de 250 gramas e pintadas pelo meu amigo Paulo Costa..:-) Como se costuma dizer, na equipa que se ganha não se mexe...:-)


A maneira deles comer é que foi um 31, mas com calma lá conseguimos enganar alguns...hehehehe..:-)


A temperatura do ar continua asfixiante, principalmente quando não se sente uma brisa sequer...:-)


A da água nem se fala, pois andou sempre entre os 26.4 e os 27.8 graus...:-) Mesmo quando temos a necessidade de nos molharmos, torna-se difícil, pois com esta temperatura nem dá para arrefecer o corpo.


O único mal destes dias de pesca, foi a maldita lua que fez com que os peixes comessem muito mal e quando queriam comer!!..Porque se não fosse a lua, o numero de capturas seria muito maior do que foi, mesmo assim já deu para sentir o poder destes peixes, e perceber que esta pesca é muito dura para o corpo, seja pela temperatura atmosférica como pela técnica em si.


Claro que a maioria das pessoas pensam....O que???..puxar um peixe destes com 10 quilos desde os 97 metros do fundo custa!!!!!...fraquinhos!!!


Pois por mais estranho que vos possa parecer, custa e muito...imaginem só se estivessem num barco em pleno oceano, em que a temperatura do ar fosse de 40 graus, não houvesse vento, com a humidade a 80% , com uma cana que pesasse entre as 300 ou 400 gramas, mais o carreto que pesa quase 900 gramas, animar um jig de 250 gramas durante 4 horas seguidas..:-) Sim, animar o jig até conseguir ferrar um peixe...hahaha..:-)


Claro que não é para terem pena de mim..hahaha...como se costuma dizer, quem tem penas são as galinhas...hahaha...mas é só para terem uma noção caso um dia decidam fazer uma viagem aos Açores ou a outro lado do mundo onde exista esta espécie e tenham o prazer de pescá-los.


Claro que existem muitos factores a ter em conta, sendo o principal para mim a profundidade a que se pesca e a aguagem o que mais desgasta o corpo. Claro que se eu pudesse, pescava com zagaias de 80 ou de 100 gramas a 30 metros do fundo..hahaha..mas não dá..:-)

Nunca mais me vou esquecer do que o meu sogro me disse no fim do 1º dia de pesca...hahaha.." Luís....é que nem vendo as filmagens dá para imaginar o esforço físico e mental que é preciso para este tipo de pesca, as pessoas não imaginam"


Ao menos sei que saiu cansado mas muito satisfeito..:-) Por um lado ainda bem que não lhe tocou nenhum com 20 ou mais quilos, pois ai é que ia ser complicado para ele, isto porque depois de ele ter tirado um de 10 quilos teve que se sentar, beber água e descansar. O que é normal, pois até me habituar ao esforço tive que sofrer e não foi pouco...hahaha.


É fundamental nesta pesca, saber gerir muito bem o esforço físico se queremos continuar a tirar peixe, pois como é normal, assim que adrenalina dispara a tendência do nosso corpo é gastar mais energia do que é necessário.


Para mim a adrenalina, é o pior inimigo do pescador, pois assim que se ferra um peixe e ela dispara, perdemos a noção do nosso corpo e mente, exercemos mais força do que é necessário e em zonas que não necessitam de desgaste. A ideia de ver o peixe ao vivo e a cores sobrepõe-se à nossa concentração que temos que ter naquele preciso momento, e quando damos conta já é tarde de mais, só com o peixe a bordo é que começamos a descontrair e notamos que nos dói os braços, o pulso as costas....hahaha...o pior é depois quando vemos a sonda carregada de peixe e queremos tirar mais e o corpo não quer...:-) sem falar no material que sofre desnecessariamente se não nos concentrarmos no que estamos a fazer.


Um exemplo que vos posso dar, foi quando o meu sogro depois de ferrar o 1º peixe, sempre que puxava a cana para depois enrolar o carreto, não fazia uso do seu braço esquerdo para ajudar a puxar, apenas usava o direito. O que acontece aqui é que todo o esforço que exercemos é feito sobre o braço direito e não é distribuído pelos dois. Claro que, com a adrenalina não nos apercebemos que o braço esquerdo pode e deve ajudar a suportar a luta do peixe, mas mesmo assim é preciso conseguir relaxar ambos os braços e costas quando estamos a combater o peixe. Ter sangue frio em qualquer tipo de pesca é meio caminho andado para o sucesso da mesma, na minha opinião.


Depois de lhe ter dito isto, conseguiu relaxar mais e fazer o uso dos 2 braços, o que o ajudou a poder continuar a pescar sem que ficasse sem forças para tal.


Mas como a vida não é só pesca, ainda fizemos uma bela viagem onde vimos paisagens lindas, e onde acabámos por almoçar num restaurante numa zona que se chama Sumbe..:-)


O mais engraçado é que esta zona é conhecida por ter uns belos petiscos, um dos quais é a Lagosta..hehehehe....Hummmm..:-)


       Não trouxemos muito, só 25 quilos delas..hahahaha..:-) 


                         Um grande abraço e até breve

                                  Luís Malabar



20 comentários:

José Pedro Cruz disse...

Afinal o paraíso existe e tu partilhaste-o com o teu sogro à patrão! Maravilha!

Manuel Oliveira disse...

Bom Luís,
Está visto, acho que Portugal inteiro tem que ir para ir... LOL
Belo relato e o que vale foi a Lua, se não fosse ela, não sei não?!?! LOL
E esses petiscos?
Que pode querer mais? Saúde, estar com a família, apanhar uns peixes e estar em boas temperaturas... :)

Forte Abraço dos Algarves!

Francisco Belo disse...

Boas Luís!!
Nada como uma pescaria muito bem acompanhado.
À companheiros de faina especiais mas esse é único :))
Saber gerir esse esforço, também acaba por ser experiência de andar sempre a tirar peixe XL e XXL.
Aproveita esse calor e água quente, pois por cá parece que voltou o inverno :(
Quanto à última foto, vou-me abster de comentar :)))

Forte abraço

popof disse...

Grande relato sim senhora são estes momentos que partilhamos com pessoas que gostamos que fazem a pesca ainda melhor do que é. Força aí parceiro.

Malakyas disse...

eh pá, oh Luis, isso não se faz! ... a gozar com os pobres
Parabéns e um abraço

Alexandre disse...

Bem Luís,estou sem palavras,um autentico paraiso,grande abraço

Joao Santana disse...

Que pesca do caraças, não me queres arranjar trabalho ai em Angola???? ahahhahahahha, já sabia que me ias espetar com umas lagostas, para a próxima põe ai uma escalada grelhada!!!! 25Kg, fds... ahahahahahhahahaha, imagino esses petiscos, come ai umas por mim amigo, ahahahahha, força Luís, continuação e tudo de bom ai nessas lindas aventuras. grande abraço.

Pesca Litoral disse...

Olá amigos!
Belos peixes! Parabéns!
Com certeza é muito bom desfrutar de momentos como este. É muito bom!
Abraços
Tiago

Os Pescas disse...



Comé Zé..:-) Partilhar é das melhores coisas na vida, principalmente quem ama a pesca como nós :-)

Um grande abraço

Luís Malabar

Os Pescas disse...



Ganda Manuel.:-)hahahaha..assim acabávamos com o peixe e ficava tudo solteiro..hahaha
A verdade é que não posso pedir mais amigo :-)
Obrigado Manuel e um grande abração

Luís Malabar

Os Pescas disse...



Boas Francisco :-) Vou aproveitar como se não houvesse amanhã..hehehe.
A ultima foto era mais para o João dos Petiscos..hahaha.

Um grande abração amigo

Luís Malabar

Os Pescas disse...



Grande Pedro, tens toda a razão e já sabes que cá te espero mais a esposa..:-)

Aquele abração

Luís Malabar

Os Pescas disse...



Comé Malakyas..:-) O intuito era alegrar um pouco a vida...hahahaha..:-)

Um grande abração amigo

Luís Malabar

Os Pescas disse...


Grande Alexandre, Obrigado amigo e ainda à muito mais para ver..:-)

Um grande abração amigo

Luís Malabar

Os Pescas disse...



Grande João..:-) HAHAHAHa..eu disse-te que havia petiscos..hahahaha..prometo que vou colocar aqui umas fotos delas a estalar na grelha..:-)
Obrigado amigo e aquele abraço

Luís Malabar

Os Pescas disse...


Boas Tiago, melhor é dificil amigo..:-)

Um grande abraço e força nessas pescas.

Luís Malabar

Os Pescas disse...

Bela reportagem, é sempre bom ver essas paisagens, e conseui ver um primo teu aí numa foto a alimentar-se. Muito bom, lol.
Um abraço e boas pescas ahahah!!!
Filipe.

Pedro Franco disse...

Boas grande Luis,
queres dar cabo do homem ou quê?
Se o teu sogro te acompanha-se em muitas das tuas jornadas no dia seguinte tinha de ficar de cama, saia de lá todo partidinho, mas olha que ele leva jeito para a coisa das zagaias, conseguiu dar uma tareia ao mestre, parabéns aos 2.
Essas paisagens e temperaturas convidam a uma ida por essas bandas para passar umas boas férias, comer marisco do bom, que mais podes pedir, estas no paraíso companheiro.
Aquele abraço de Portugal e aproveita esse calor que por cá parece que estamos em Dezembro, chuva e frio.

Os Pescas disse...


Comé Filipe..:-)hahaha..engraçadinho tu e o porco..Palhaço..hahaha..:-)

Um grande abração gradeiro :-)

Luís Malabar

Os Pescas disse...


Grande Pedro..:-) Obrigado amigo, e apesar do meu sogro ter ficado cansado, tenho a certeza que ficou ainda mais feliz..:-)
Estou a ver que o calor está a demorar a chegar a Portugal amigo, mas o mau tempo não tarda desaparece e a malta já pode desfrutar de grandes dias de pesca a levar com o sol no rosto :-)

Um grande abração amigo

Luís Malabar