Os nossos amigos

quinta-feira, 14 de maio de 2015

( Surfcasting) Robalo com boga


Boas.



Mais uma investida ao surfcasting em mais uma noitada com os amigos...

O windguru esta semana não apresentava grandes condições e encontrar uma praia que mexesse as águas nas zonas em que pescamos era complicado pelo que tivemos que baixar bastante no mapa.

A aliar a isto tudo as noites mais amenas começam a trazer muita gente as praias que ao contrário de mim parecem preferir este conforto as noites frias.

O mar como já referi acima não estava a nosso gosto, mas queríamos pescar... O Gang TEM QUE MOLHAR O ANZOL, seja lá onde for...

Fomos até perto de Sines, a procura que o mar mexesse um pouco mais pois mais a norte estava demasiado parado... Ao chegar a praia tinha excelentes condições, cabeços e fundões com fartura... Tudo uma questão de escolha.





Antes de se começar a pescar tempo para um café e um dedo de conversa... A ida para a praia foi feita de seguida com o Santos a dar o mote e a escolher primeiro o spot dele... Eu vi um caneiro interessante a direita e lá fui, assim como o Emanuel. O Nuno C. ficou a direita do Santos.

Montei tudo com muita tranquilidade. Não valia a pena pressas, a pesca era para se fazer a noite toda, nada de pressas.

Monto a Supercore com casulo ( julgo) e vou lançá-la um pouco longe de forma logo a delimitar o nosso terreno e garantir espaço para se pescar a vontade. Para que conste, lance em OTG com um ângulo de 287º a procura de uma cavala ou uma boga... Lembrem-se bem.
A praia começava a encher era tempo de montar o resto... Em meia hora já estávamos todos a pescar... Sentei-me um pouco na conversa com o Emanuel... Estes momentos sabem muito bem.

Estava a dar um golo na água quando vejo a supercore abanar... Fiquei a espreita e como ela continuou a mostrar sinais de peixe lá me levantei... Ao chegar perto dela com a linha toda folgada e virada para a direita vi logo estar peixe na cana. Agarro-a e comecei a recolher, senti peso e umas cabeçadas... Sorri logo, grade já não era. Ali perto da margem a escoa enorme fez uma grande pessão e ao longe o que eu vejo!!! Um boga! Mas... Calma lá... Eu só tinha um anzol... Mas que raio! Como é que é possível??? Ao recolher começo a ver não um mas dois peixes a virem no estralho... Desatei-me logo a rir... Chamei o Emanuel para presenciar o momento... Lindo! Então não é que... Bem, melhor que vos explicar é verem...


VÍDEO:






O Emanuel metia as mão na cabeça e a risota foi geral... Lembram-se de vos ter dito que lancei num angulo de 287º??? Pois lá está...

Bem, lancei a cana de novo e fui-me sentar... O Emanuel andava na faina e lá ao longe o Santos e o Nuno igualmente... Ao falar com eles por TLM. soube que estavam com problemas, pois ficaram perto de algumas pedras e estavam a perder material... Avisei o Santos se era assim para virem a minha direita pois ainda havia espaço, mesmo a praia estando cada vez mais cheia... Mas o comodismo... Normalmente dá poucos resultados.



O anoitecer trouxe o 2º momento da pesca mais forte de toda a jornada... O Emanuel começou logo a jardar... E eram sargotes seguidos... Quase tudo devolvido embora tivessem bem mais do que a medida... Foram uns 5 ou 6 ali em 10 minutos... E de seguida uma Viúva. Eu estava no tal caneiro e era hora de robalotes... Tirei 4, todos devolvidos, mais um sargo de umas 400 gr. Do outro lado a grade imperava.






O anoitecer tinha sido forte de toques, mas não de peixe... Pouca coisa interessante. Muito peixe miúdo, muito peixe devolvido... A noite trouxe mais uns peixitos, mas depois a actividade parou e foram muitas horas de monotonia... O Emanuel aproveitou para dormir um pouco. Ele tem levado sempre o carro e eu sei bem o quanto duro é... Sinceramente dispenso conduzir depois de 12 horas a pesca. Também não perdeu grande coisa. Apenas tirei uma baila. Do outro lado o Nunco tinha dois ou três sargotes, e o Santos diz ter apanhado um... eheheh.

A pesca continuou para mim sempre no mesmo ritmo, mas a noite esfriou e embora nada de muito gelado, encostei me e mesmo não dormindo, aninhei-e uma horita a ver se descansava...

Já deviam ser umas 3 da manhã sem que a actividade aumentasse quando lá me resolvi tornar a lutar um pouco... Comecei a preparar a subida da maré, com estralhos novos empatados e iscados a espera das trocas rápidas e comecei a fazer as alterações... O Emanuel lá acordou pelas 4 e tal para o último esforço... Clareando as 6 e tal, tínhamos duas horas para mostrar o que valíamos...

E ainda bem que se guardou energias... Com a subida da maré a actividade aumentou muito... As canas estavam fernéticas... De um lado o Emanuel ia carregando de sargos, a maioria pequenos, devolvidos, e do outro eu era os robalotes, infelizmente sem medida. Era apanhar e libertar... Uma actividade no entanto muito gira... Deu para curtir um pouco... Corria para um lado e para outro. Muito bom... De seguida lá tive um toque maior na cana corri... E entre umas cabeçadas lá fiquei feliz de ver um sargo já perto das 500 gr... Em noite complicada de peixe interessante, nada melhor do que um peixe de jeito...

E para terminar... Eis que o Emanuel vê a cana a dar uns toques mais fotes e eu igualmente na Supercore, e lá corri... Um robalo para mim e uma linda dourada para ele... Estava feito. Perto de 20 peixes capturados cada um, mas sinceramente prefiro apanhar 4 ou 5 e serem todos maiores. Soube bem os picos de actividade, não o nego, mas não me satisfazem estas pescas do ponto de vista das capturas. Trouxemos cada qual 4 ou 5 peixes interessantes, mais uns quantos mais pequenos e soltamos a maioria. Do outro lado o nascer do dia não trouxe peixe e foi vê-los a arrumarem...

Ainda fui a tempo de tirar uma boga já de dia... Mais uma... E nem me lembro e fiz os tais 287º de OTG, LOL...

A pescaria foi assim assim... O ambiente, sempre maravilhoso, o Santos??? Pagou o pequeno almoço... Como ele o sabe tão bem!!! Fazendo jus as palavras dele... " Há mais marés que marinheiros"... Um dia diz ele... Serei eu a pagar... Espero que sim... Será bom sinal, de que o vou ver com o trofeú que ele almeja...


Até breve pessoal, que aqui, ali, ou acolá... Os anzóis tornarão a cravar alguma coisa...











Material:

Canas: Vega Hellion Evolution, Vega Supercore, Cinnetic Black Star, Yuki Taylor X6, Daiwa Tournament Z, Daiwa Prime Caster, Daiwa Castizm, Daiwa Sky Caster II HYBRID

Carretos: Shimano Bull´s Eye XT (2), Shimano Bull´s Eye 9100 (2), Shimano Aero Technium XSC, Shimano Ultegra XSC, Shimano Ultegra CI4 10000, Daiwa Saltiga Surf, DAM QUICK

Linhas: Cinnetic Sky Line, Yuki Kenta, Seaguar INVIZX, Sufix 100% Fluorocarbono

Anzóis: Hayabusa FKS, Sasame Super X, Sasame Chinu Ringed





FilipePC, Emanuel, Nuno C., Santos

4 comentários:

Joao Santana disse...

Ola malta, vieram mesmo pescar no meu quintal,lol moro a 2 minutos dessa praia.
EU passo meses sem pescar ai, mas há dias bons por essas bandas, a vossa esquerda, tem uns entrelhados muitos bons para pescar de cana na mão:)
Força ai pessoal, um abraço.

André Matos disse...

Essa douradinha penso que foi o auge !! Linda dourada , esses relatos sao sempre maravilhosos ! um abraço!

Anónimo disse...

Excelente amigo. Parabéns pelo relato. Abraço, joao

Anónimo disse...

Parabéns por mais um grande relato de união e de pesca amigo :-) Ao menos houve actividade e ainda tiraram uns peixes :-)

Grande abraço amigo

Luís Malabar