Os nossos amigos

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

( TROLLING) 4 ROBALOS NO GELO!!!

Boas.

O tempo não anda fácil, frio, diria mesmo gelo, num Inverno até pouco rigoroso, e que tardou em trazer o gelo. Fevereiro foi duro e Março promete pelo menos não ser ainda um mês quente o que pode atrasar a entrada do choco no Tejo e consequentemente das corvinas. Veremos...

Como costumo dizer gelo rima com... Epa pera aí que rimar não rima, mas na minha cabeça rima...

Com os ventos fortes que se adivinhavam restava e com a impossibilidade de pescar no mar com este tempo, restava ir numa aberta ligeira ao Tejo trollar um pouco e quiça vinilar. Havia que contar com dois elementos, o frio, gélido que se tem feito sentir, e a chuva que podia nos chatear a pesca...

No meio disto, frio, chuva, vento... Restava ter alguma esperança e abrigar nos numa das poucas zonas do Tejo em que isso é possível.



Quando me levantei as 4.30 até media dó... Fui me vestir e tentei me aconchegar com o material mais forte e quente que tinha, e o carro não enganava... Eram 5.30 já eu estava a caminho e o frio, bem... Para terem noção conduzi de luvas, coisa que detesto. E a imagem diz tudo...

Chegado ao pesqueiro o frio era muito e decidi mesmo nem tirar as luvas. Foi só tentar montar as canas e deixar tudo pronto. Assim que começou a clarear começou a pesca, e só tinha até cerca das 11, até um pouco antes disso para pescar pois o vento levantava muito e o suportável passaria a impossível, já para não falar da viagem de regresso que ia contar com uma tareia daquelas...


Gira o disco e toca o mesmo...


Cheguei e dei um giro pela zona e a sonda até marcava peixe. Não muito, mas tinha uns ecos isolados... Com isto decidi tentar vinilar um pouco, mas sem qualquer sucesso... Não deviam estar para aí virados ou era o movimento que não ajudava tal o frio que eu tinha... Pouco a pouco com o virar da maré os ecos deixaram de se fazer sentir e resolvi ir trollar. Engraçado que eu adorava trollar, ou melhor não adorava trollar, pois é na realidade uma seca, adorava o arranque dos peixes ao trolling e preferia esta modalidade ao vinil e zagaia a uns anos. Hoje em dia para mim já é uma seca trollar. Cada vez sinto que o faço menos e com menos gosto... Agora os arranques são estupendos, maravilhosos e é por isso que se anseia...

...

Entre o frio e sem previsões disso, veio um pouco de chuva, que supostamente só viria mais a hora de almoço... Frio, chuva... Hmmm, gelo... Que sofrimento. O engraçado é que não se consegue não ir, mas quando se está lá!!! Só apetece voltar para o vale dos lençóis... Isto porque só mesmo malucos podem pescar com tanto frio. Mas a realidade é que ou é quando a um dia, ou não é! Não a volta a dar.

...

Bem, ía trollar e tal, e foi so escolher as amostras coisa que cada vez também é mais simples. São 3 ou 4 cores e mal troco. Não vale muito a pena... Num dia com este tinha que tentar a minha amiga FT, amostra que me deu muito peixe ao longo dos anos. Não é a amostra que mais captura, mas quando captura costuma ser dos bons...

E assim o fiz, 70 metros de linha, multi 0.19mm., chicote 0.50 mm., e procurar a maré a favor... Aqui deixo também uma pequena dica a quem não domina esta técnica. A maioria dos peixes ao trolling sai a favor da maré. Já apanhei muito peixe contra sim, mas a maioria sai a favor. São dados já com anos e por vezes pode se ganhar alguma coisa em se lembrar deste aspecto. Tem a ver com a fórmula natural do peixe comer, atacar, etc...

Com isto fez se meia dúzia de passagens sem qualquer sucesso, e lá troquei a amostra desta para uma yo-zuri, a do costume... Logo na primeira tentativa ZZZZZZZZZZZ, e pára... Xiça, até saltei do leme...
Mas era apenas o fundo, ou alguma alforreca ( incrível como em pleno Inverno continuam no rio). A água marcava 12.3 graus. Bem mais quente que em anos anteriores. Tenho registos de 10.2 graus em outros anos... Dá que pensar. Dois graus são muita fruta para os peixes. Talvez por isto em 80% das saídas este Outono/Inverno apanhei corvinas, nem que fosse uma apenas...

Já eram 9.30 sem qualquer peixe e a sonda continuava sem marcar nada. Eu até pensava para mim que os peixes, neste caso os robalos estavam congelados, mas pensado que o congelado era eu pois a água estava com 12 graus e cá fora deviam estar 4 ou 5... Acreditei....

E sabia que a água a meia vazante costuma ali dar uns peixes pelo que foi aguardar um pouco. Comi qualquer coisa, bebi o cafézinho maravilha... E...ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ, que arrancada!!! Por entre os pingos da chuva os olhos brilhavam de novo. Um arrancada estupenda! Deu gosto. Segurei na cana e trouxe o peixe com calma, ele subiu depressa e ao longe já o via ao cimo, um belo robalo. Tranquilamente, trouxe-o até mim e foi só encestar. Lindo!

Amostra para dentro novamente, esqueci me de referir que estava de novo com a FT, e vai de trollar, dei a volta para não perder tempo e aproveitar o sabor da maré. O vento aumentava cada vez mais era uma questão de minutos... E na passagem seguinte ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ, outro grande arranque, este diferente, menos intenso, mas mais forte com mais cabeçadas... De inicio julguei ser alguma corvinota, mas assim que veio ao cimo vi que não até porque a luta perdeu rapidamente a intensidade. Já ali perto o gajo ganhou pilhas e fez duas tentativas de sacudir a cabeça para largar a amostra. Mas sem sucesso. Mais um tarolo.


Sem perder tempo voltei ao spot inicial, sempre com 60 a 70 metros de linha, a arriscar o máximo que podia...E pimba ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ, mais uma arrancada esta mais pequena ainda e o peixe deu menos luta, era um pouco mais pequeno, peixe para perto de 2 kg.

Já chovia mais e estava na altura de dar as últimas passagens, já tinha tudo encharcado, telemóvel, bolsa, tudo... Ainda bem que é a prova de água...

E o peixe estava por lá, pois a passadas 3 passagens, outra vez ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ, mais uma boa arrancada, e com alguma adrenalina. Peixe lutador, muito lutador. Deu para divertir, já perto foi só ter cuidado e meter a no chalavar. Este vinha preso só por uma pelinha. Um peixe a rondar os 3 kg.

A sonda para vos dizer que nada marcava. Esta é a característica boa e especial do trolling. Bater áreas maiores e dar com peixe em dias em que não se encontram cardumes para vinilar, ou mesmo peixe isolados.

A chuva era tão gelada... Mas tão gelada!!! O caminho fez se devagar, pois o Tejo já estava um pouco arisco... Para 4 horitas de pesca não foi mau, tinha alguma fé, pois o frio é sinónimo de robalos de bom porte... Infelizmente tinha que ir embora, a tempestade estava a chegar...

Agora é esperar por melhores dias que o tempo acalma, principalmente o vento pois se com 30 km´s já custa muito, com 50 ou 60 é algo de muito excêntrico, lol.

Além disto ainda ia trabalhar de tarde...

Ainda no barco tirei umas fotos, mas a maioria nem se vê tal a chuva e a má qualidade não permitiu grandes takes... Mas dá para terem uma noção :).

Uma boa pesca, com 4 peixes já com algum calibre. Assim vale a pena.

Este tempo de frio/gelo rima com robalos... Com bons tarolos...


Até breve.





FilipePC

2 comentários:

luis domingues disse...

Boas Filipe!
Mas que craque!
Isso e que é falta de amor a cama, ou amor á pesca! Hehehehe
Valentes tarolos!
Parabéns!
Um abraço!
Luís Domingues

Os Pescas disse...

Parabéns amigo por mais uns belos robalos e apesar do frio e do tempo sempre valeu apena aguentar com tudo :-)

Grande abraço Fifas

Luís Malabar