Os nossos amigos

sexta-feira, 1 de julho de 2011

O adormecimento de uma época.

Como normalmente a época dos sargos baixa de qualidade na Costa durante os meses de Julho e Agosto... 
O fim desses momentos mágicos em que a adrenalina anda no máximo acontece sempre por esta época... Há dias numa manhã em que iria dar um salto para almoçar a casa de familiares, resolvi ir gastar o resto dos caranguejos que me tinham sobrado das semanas de bóia que tive.

Para espanto meu, quando cheguei ao pontão de sempre, estava ele apenas com 2 pescadores, um a meio à bóia e outro a spinnar na ponta... Águas lusas, pouco espumadas, e claro, pensei para mim... Bem sempre apanhas ar até ao almoço...
Muito calmamente montei o arsenal, e preparei as montagens para começar a pesca... Nos primeiros momentos nada... Pequenos toques que me levavam os caranguejos, mas nada de ferragens... Acabo por sacar um alcorraz, que devolvi e um sargo pequeno, também devolvido, quando resolvo trocar de estralho, passando de um 0,28 para um 0,24 fluorocoated.
Escolho um caranguejo do tamanho ideal, e zumba lá para dentro, num ápice, um arranque enorme, daqueles que fazem vibrar.... Ferragem pronta, bastante luta, mas o peixe venceu... o estralho partiu, provavelmente um bom sargo.
Fiquei mesmo chateado, e disse para mim que não baixava mais o estralho... e vai de 0,28 fluorocoated... Ou queriam desta maneira, ou não comiam de outra...
Felizmente aconteceu uma coisa que salvou aquelas 3 horas de pesca que lá estive... Em dias de calor, por vezes aparece no ar, aquela espécie de nevoeiro, proveniente de possíveis trovoadas... E eis que no meio de tanto calor se fecha o dia, sem nuvens...
Tive pois ali, meia hora de ataques e ferragens constantes, algumas bem fortes... Entre os sargos que saquei, todos já bonitos, ferro um matateu, que me deu muita luta, e em que apliquei a minha nova forma de trabalhar estes peixes... Ou vêm ou partem... Com um dentinho partido o animal acabou por chegar a mim, lindo... Um sargo com  1,020 gramas... Os restantes todos tinham entre 400 e 600 gramas.
Já perto do 12:30 resolvi arrumar o material e rumar a outra pesca... A pesca no prato...
Foi provavelmente a despedida da bóia até finais de Agosto, pois nesta altura dá-se o adormecimento de uma época... Quando ela acordar, estarei atento e certamente pronto...

Como estava sem máquina apenas em casa tirei as fotografias ao peixe...




Dão cá uma luta...

É para aprender a não morder o chumbo...

Material

Cana: Veret Arcadia 5,50 mt
Carreto: Vega Superb
Isco: Caranguejo verde

Até breve,

Filipe Condinho

5 comentários:

Pedro Nunes disse...

Belo Sargo Filipe!
Esses é k sao dos bons :)
Saude

Rui Urubu disse...

Olá Filipe,

Belos sargos e logo da medida da assadeira,eheheheheheh.
Parabéns amigo pela pescaria bonita.

Abraço
Urubu

MST disse...

Malandro pá

Os Pescas disse...

É verdade pessoal, os sargos estão mesmo na medida ideal para a grelha. Tenho comido muitos este Verão. Espero em Setembro tornar a deleitar-me. Abraço.
Filipe.

Os Pescas disse...

Pois é rapaz, lá conseguiste malhar em mais uns quantos. Esse de 1Kg já tem cara para levar um estalo. Belo peixe.

Um Abraço
Nuno