Um espaço de partilha, criado por um grupo de amigos para a comunidade do mundo da pesca, onde o respeito pela natureza e legislação são um factor importante, e onde se procurará fomentar a paixão pela pesca desportiva.

quinta-feira, 26 de Julho de 2012

Vega Hellion, a cana dos Portugueses

Vega Hellion Surf

Quando penso no que uma cana de surfcasting deve ter, vêm-me à ideia muitas canas, não sendo pacífica a escolha.
Para se escolher uma cana seja ela de que modalidade for, temos que ter especial atenção a alguns aspectos pessoais, como as zonas onde iremos pescar, as gramagens alvo, ao tipo de acção que pretendemos e claro ao Budget que dispomos.
Após termos estes items na cabeça bem delineados, parece-me que a escolha se aclara rapidamente.
As necessidades de cada um podem variar, e até os gostos, que tantas vezes se sobreporem à clareza da escolha duma cana, mas quase todos os pescadores procuram o mesmo: Uma cana ao seu estilo dentro de um valor que possam pagar.

De uma forma geral, atendendo ao que a nossa costa apresenta em termos de características, pede-se muitas vezes canas que possam lançar gramagens consideráveis. Não que a maioria tire partido dessas gramagens em termos de lançamento, mas na realidade, Portugal é um país maioritariamente de costa Ocidental, costa essa que em grande parte do ano apresenta mares já com alguma dureza e que pedem canas com alguma robustez.

É verdade que a evolução das canas híbridas já as permite alcançar gramagens elevadas, mas, na realidade estas são canas de pesca em praia, e muitos pescadores também gostam de pescar em molhes ou zonas de rocha, onde as híbridas podem sofrer, e mesmo ter a sua " vida" em risco.

Com isto e embora eu goste imenso de canas híbridas, reconheço que para os que não podem ter diversas canas que preencham todos os locais e tipos de pesca ao fundo, uma cana tubular acaba por ser mais polivalente e preencher melhor as necessidades gerais.

Depois outro dos problemas que não podemos contornar passa pelos valores que as canas atingem. As famílias passam por uma fase na vida muito complicada. Encontrar por isso uma cana que preencha os tais 3 B´S( barato, bom e bonito), é muito complicado.

Dentro das muitas canas que usei nos últimos anos,  esta foi uma das canas que mais senti ter sido "feita" para o comum dos pescadores Portugueses.
A Vega Hellion é uma cana fabulosa para o preço que custa.


Se existem melhores? Certamente. Se existem mais bonitas? Bem, gostos são gostos...
Mas nestes valores, encontrar uma cana que suporte boas gramagens, que seja boa marcadora dentro das gramagens que suporta enquanto cana, que tenha um design limpo mas atractivo, e que possa pescar tanto em praia como em zonas rochosas ou mesmo em altura é muito difícil hoje em dia de encontrar.
Quando a vi pela 1ªVEZ, já faz mais de um ano, não julguei ser uma cana que marcasse tão bem o peixe, pois pareceu-me na mão muito rija, mas na realidade a sua construção foi bem conseguida e o carbono tem qualidade e não é demasiado " seco".

O que mais aprecio na Hellion é exactamente o factor polivalência, e o sentir que é uma cana desenhada e pensada para o pescador comum e com características óptimas para a pesca na nossa costa. É uma cana pensada para a Costa Portuguesa.

Como sempre o fiz em qualquer artigo crítico que faço aponto também os defeitos, ou os pontos fracos de cada material. Só assim se pode fazer um artigo verdadeiramente crítico. Sem isso seria apenas um artigo promocional.

É me difícil no entanto encontrar um defeito nesta cana, pois a minha avaliação é feita com base no valor que ela custa, mas julgo que a escolha passará pelos passadores.
Não por os achar de má qualidade, que para passadores que não são Fuji ou ALPS não acho, mas por serem LOW RIDER. Este tipo de passadores dão ás canas um design muito bonito, mas também dão às canas alguma limitação em termos de linhas a usar.

Vejamos então: Se sabemos todos que a maioria dos Portugueses não trabalha ainda com linhas finas, se sabemos que a nossa Costa enfrenta mares por vezes duros e muitas vezes com limos, os LOW RIDER acabam por limitar o pescador e tornar-se um real problema.
Quantos de nós em dias em que o mar está com limo, em cada meia dúzia de maniveladas temos que parar para retirar os limos das ponteiras das canas? Pois... É por vezes desanimador e um factor que nos leva a ter vontade de arrumar mais rapidamente o material.

Tirando isto, e por achar a cana com um design limpo e com cores bem conseguidas, por a achar com uma boa qualidade de carbono e componentes, por trazer um saco com alguma qualidade embora não seja rígido, e por ser uma cana fantástica para o preço que custa, aconselho claramente esta cana para quem não pode despender valores muito altos.

Disponível em 3 versões ( 4,20 mt.; 4,50mt.; e 5 mt.) a Vega Hellion tem sido ao longo do ano um sucesso de vendas e todos com quem tenho falado se têm mostrado muito satisfeitos com a escolha desta cana.

Espero portanto enquanto pescador e apreciador de material de qualidade, que a Verga mantenha a Hellion por alguns anos, e que faça como as grandes equipas costumam fazer: Em equipa que ganha, não se mexe, apenas se dão pequenos acertos ;).
Porque não uma Hellion com uns KW para 2013/2014? Outra ideia seria a de as cores serem variadas, ou seja, existem muitos pescadores que pedem a versão 4,50 MT. em vermelho. E porque não??? Seria certamente um sucesso!
Alterada ou não, a Hellion continuará por tudo o que expliquei a ser um sucesso de vendas. Quando a qualidade está lá, o tempo normalmente encarrega-se de dar justiça ao material!

Passo então a descrever cada uma individualmente:


Vega hellion 4,20 mt.


Tamanho: 4,20 MT.
Peso: 495 gramas
Acção: 120- 300 gramas
 Passadores: SIC
Porta- Carretos: Tubular
Best Performance: 140- 160 gramas
Carbono: Hi- Modulus Carbon C5 Reinforced

Vega Hellion 4,50 mt.



Tamanho: 4,50 MT.
Peso: 575 gramas
Acção: 120- 300 gramas
 Passadores: SIC
Porta- Carretos: Tubular
Best Performance: 140-160 gramas
Carbono: Hi- Modulus Carbon C5 Reinforced


Vega Hellion 5 MT.


Tamanho: 5 MT.
Peso: 665 gramas
Acção: 120- 300 gramas
 Passadores: SIC
Porta- Carretos: Tubular
Best Performance: 140-160 gramas
Carbono: Hi- Modulus Carbon C5 Reinforced


Boas pescas...

7 comentários:

João Pinto - http://sheospinning.blogspot.com/ disse...

Embora não seja o meu tipo de pesca essa amarelinha tem boa pinta

Os Pescas disse...

São boas canas João. Fiquei muito satisfeito com os testes que fiz.

Não sendo a tua onda, são canas a reter. Pelo menos para quem não quer gastar muito. Um abraço.

Anónimo disse...

Belíssimo artigo.
Tenho uma cana dessas em 4,20 mt. e estou encantado.
Sem ser muito cara, tem feito todo o tipo de pescas e estou muito satisfeito.
Concordo com o que dizem, é uma cana feita para a nossa Costa.
Cumprimentos, João.

Miguel Bravo disse...

Antes de mais parabéns pelo artigo esta um espectáculo!

Esta semana tenho intensões de comparar uma hellion e estava mais virado para a de 4.20 por cousa da cor, será que me vai afectar muito os 30 cm em falta em relação á de 4.50?

Cumprimentos
Miguel B.

Anónimo disse...

Muito bom Artigo
A Acção penso que é: 120- 300 gramas

Pedro batalha disse...

Boas amigos
não sendo uma modalidade que pratique muito, já ouvi o mesmo comentário favorável algumas vezes.
É bom termos marcas nacionais com reconhecimento no exterior.
A Vega é um desses casos de sucesso, ainda há bem pouco tempo estive com um companheiro galego que me referiu que alguns dos modelos da Vega são bastante procurados, infelizmente há casos de canas já descontinuadas e faziam furor se estivessem ainda em lojas.
Parabéns pelo artigo/s, que publicam aqui e nas revistas.
Abraço
Pedro Batalha

Os Pescas disse...

Olá Miguel, a escolha de uma cana de 4,50 mt, tem a sua lógica na nossa costa. Isso não significa que não seja correcto usar uma de 4,20 principalmente em mares mais parados, ou no Verão.
Terá que ver bem,qual preenche melhor as necessidades dos locais onde pesca.
Em termos de acção são semelhantes.