Os nossos amigos

terça-feira, 24 de junho de 2014

Proibição da pesca ao Arrasto

Saiu finalmente uma Portaria de uma das pescas mais devastadoras para o meio ambiente...

A PESCA AO ARRASTO foi proibida finalmente, resta saber se será para manter e PRINCIPALMENTE se será cumprida pois como sabemos não há mais incumpridor das leis do que o pescador profissional.

PROIBIÇÃO DA PESCA AO ARRASTO



Portugal acaba de decretar a proibição da pesca de arrasto e com redes de emalhar de fundo numa área superior a dois milhões de quilómetros quadrados do Oceano Atlântico Norte.

O Ministério da Agricultura e do Mar publicou uma portaria que proíbe a utilização de redes de arrasto e de emalhar de fundo numa área que inclui zonas dentro do limite das 200 milhas de Zona Económica Exclusiva e de alto mar, na zona abrangida pela plataforma continental estendida de Portugal ao abrigo da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar.

«Com esta legislação, Portugal tem agora protegido quase todo o seu leito marinho profundo das práticas de pesca de fundo mais destrutivas», comentou Gonçalo Carvalho, da Sciaena (Associação de Ciências Marinhas e Cooperação), membro da DSCC - Deep Sea Conservation Coalition, coligação para a conservação dos fundos oceânicos.

Um estudo publicado em Maio deste ano na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences concluiu que o «arrasto de fundo intenso e ininterrupto é responsável por transformar grandes porções do talude continental profundo em desertos de fauna e paisagens marinhas altamente degradadas».

O Conselho Europeu está, actualmente, a debater um novo regulamento para a gestão da pesca de profundidade no Atlântico Nordeste com o propósito de proteger os ecossistemas de águas profundas e a Comissária Maria Damanaki propôs mesmo uma eliminação gradual do uso de redes de arrasto de fundo no alto mar em toda a Europa e uma transição para artes e métodos de pesca selectivos e de baixo impacto ambiental.

4 comentários:

Joaquim Carlos Araújo disse...

Ora aí está uma boa noticia. Deviam era proibi-la completamente, e fiscalizar...

Ricardo Gonzalez disse...

Gran noticia, espero que España tambien tome ejemplo, un saludo

Pedro Franco disse...

Só boas noticias, esperemos que seja cumprida pelos ditos.
Pode ser que as coisas tomem outro caminho e que os fundos se recomponha.

Anónimo disse...

Esse tipo de pesca predatória em praias é retirado da rede só os peixes grandes, e os pequenos
muitas vezes são deixados na areia, e quando não é aproveitado, é devolvido ao mar através das
ondas já mortos.
Em canais onde pescadores constroem pesqueiros para a pesca de linha, esses baloeiros saem
destruindo todos que encontram pelo caminho

Arnaldo Francisco do Nascimento
Cariacica ES