Os nossos amigos

terça-feira, 14 de junho de 2011

Robalos no Horizonte

        Boas pessoal.....


    Tudo começou uns dias antes do dia 11...

    Dias esses em que tinha andado apanhar os meus amigos serrajões até ter havido alteração do tempo o que veio fazer com que a temperatura da água baixa-se e como consequencia o seu afastamento em busca de águas mais quentes, pois é um peixe que necessita de água quente para encostar e ficar activo.
   Posso dizer que após a alteração do tempo, os serrajões desapareceram deixando um vazio naquela água. Robalos nem sinal, apenas de vez em quando capturava 1, um pouco maior que a amostra, o que era rapidamente devolvido a água, não sem antes matar saudades ao olhar para eles e recordar momentos passados.
   Assim foi, o mau tempo veio e foi desaparecendo ao longo da semana até entrar no inicio da semana do dia 11.
   Não posso precisar agora mas acho que foi na segunda feira dessa semana em que fiz o amanhecer e para pena minha nem um peixe senti.......era por volta das 11 horas da manhã, eu com a cana pousada afastada de mim e a olhar para o mar quando de repente vejo ao longe a descer o topo de uma pequena vaga 5 robalos grandes numa perseguição a alta velocidade atrás de um peixe que a meu ver ou era sardinha ou uma tainha que tentava fugir a todo o custo. Nisto eu reparo que a presa se dirigia a todo o gás na minha direcção e por consequencia em direcção ás pedras pois era a sua única saída para sobreviver aos predadores.
    Rapidamente mal me apercebi, corri para apanhar a cana, mal agarro na cana olho para a água e vejo que a presa realmente conseguiu fugir, nesta azáfama enquanto os robalos tentam descobrir para onde foi ela, eu lanço a amostra mesmo atrás deles e corrico.......para minha frustração a amostra passa por eles e nada.........não podia acreditar........nem lhe ligaram sequer.....passou entre eles e nada.
    Bem esta amostra com águas limpas não falha....alguma coisa se passa.......paciência.....tenho que pensar e descobrir o porquê.
    Posso dizer que eram peixes a rondar os 3 e 4 kilos, peixes esses que assim que perderam o rasto á presa desapareceram sem nunca mais dar sinal.
    A partir dessa segunda feira até ao sábado posso dizer que das 5 vezes que fui entre manhãs e fim do dia assisti sempre a ataques brutais de robalos grandes em cardumes nunca superiores a 5 indivíduos mas sempre afastados do meu alcance.

   Isto tudo para vos contar o que se passou na tarde de sábado. Sai do trabalho ás 16h30 fui a casa agarrei no material e a todo o gás dirigi-me ao pesqueiro em busca deles. Quando lá cheguei estava só um senhor a fazer outro tipo de pesca que não a minha.....nisto escolha a minha amostra preferida para fazer a pesca e começo a trabalhar mas sempre com um olho no horizonte.......numa das vezes quando estava a olhar enquanto recuperava....consigo vislumbrar não muito longe um novo ataque a um peixe...talvez para kilo.....e isto em cima de um banco de areia.......eram 3 robalos realmente enormes.....como nunca tinha visto....peixes a meu ver para 8 a 10 kilos.....fazia um peixe de 5 kilos parecer um brinquedo perante eles e não eram corvinas que também aparecem numa certa altura, isto porque a maneira de atacar era a mesma que a dos outros cardumes.........mesmo apesar de o vento estar a favor do lançamento, sabia perfeitamente que nunca iria cair aonde eu queria, e foi o que se confirmou, da única vez que pude lançar a amostra ela caiu a 5 metros antes de chegar a eles......mesmo assim podia ser que eles fossem atraídos pelo som, visto serem curiosos mas não. Eles estavam tão fixados no que estavam a caçar que mais nada interessava para eles e enquanto não a caçassem não descansavam pois nada do que estava á volta interessava...

   Bem, novamente mais uma tentativa falhada pensei eu.........talvez apareçam outra vez e mais perto. Era por volta das 19h30 quando surge um novo ataque mas infelizmente ainda não chegava lá pois o vento aonde eu estava agora não ajudava pois continuava vindo de norte, não me permitia chegar a eles.
   Eu só pensava........encostem.......encostem mais um pouco.......enquanto pensava o tempo passava....... até que por volta das 20h da tarde o vento mudou um pouco a noroeste e nesta altura vejo mesmo á minha frente e a virem na minha direcção 5 robalos a atacarem outro peixe. E que neste caso a presa estava a tentar fugir em direcção ás pedras,..........estava a ver isto e a pensar........ vêm peixinho trás eles até aqui que eu ajudo-te.........nisto digo a um rapaz que eu conheço que estava comigo que tinha chegado por volta das 18h para spinnar, para esperar um pouco......até que..........já dá.......lanço e consigo que a amostra caia 4 metros atrás deles....fecho a asa de cesto.........começo a corricar.......eu só pensava.......vou levar uma porrada........assim que passou entre eles...... isto na minha ideia, pois era ali que eles estavam............quando de repente ...........cana verga e zzzzzzzzzzzzzz..........zzzzzzzzzzzzzz............zzzzzzzzzzzzzzzzzz...............................cabeçadas vigorosas............e agora............á pois é........já tenho aqui um cabeçudo preso...........que peso terá este pensava eu........grande ele é.............não há problema porque com esta água calma até podes ter 10 kilos que não foges............fechei um pouco o drag pois não queria que fosse para o fundo........nisto o rapaz deixou de pescar e ficou a ver...........a luta deve ter demorado 3 ou 4 minutos no máximo comigo andar de pedra em pedra para o acompanhar até que o coloquei com a cabeça á tona de água, aguentei-o sem ele conseguir mergulhar durante pouco tempo até que ele lá conseguiu virar-se e fazer duas investidas finais ao fundo conseguindo mesmo assim puxar pelo drag......zzzzzzzzzzzzzz...........zzzzzzzzzzzzzzzzzz...até que deu o estouro.....estava ganha a luta..........o rapaz desceu duas pedras e eu disse-lhe para o agarrar nas guelras e foi o que ele fez............bom peixe pensei eu e claro o rapaz também estava contente com o peixe.........quando ele me passou para as minhas mãos reparei que ele veio apenas cravado num dos anzóis da fateixa de baixo........lindas fateixas da owner.......nem mexem........se fosse das outras tinha aberto quase de certeza pois não sei se elas aguentariam como estas quando eu tive que puxar por ele no inicio.

    Fica aqui duas fotos para verem a diferença entre elas e sua explicação:

                                             

    Do lado esquerdo são as novas que comprei e coloquei da owner para equipar todas as minhas LC e do lado direito apesar de estar pior são as fateixas que as LC trazem de origem, talvez na foto não de para ver muito bem mas que existe uma grande diferença quem as vê ao vivo existe. as amostras da LC quando vêm de origem trazem dois numeros diferentes em que a de trás é mais pequena que a do meio no caso da 130MR.
    Eu equipei as minhas com um numero acima e bem diferentes das outras de origem, se repararem a fateixa é muito mais grossa, a abertura é diferente, são mais afiadas e o bico é maior a comparar com a de origem, apenas posso dizer que são mortais, pois o bico não se perde com o tempo nem em pedras e em termos de perfuração é perfeita até nas partes mais rigidas, alêm de darem mais segurança para quem pesca.
    Melhores que estas talvez só as da decoy que são praticamente o mesmo preço mas com formato diferente.
    Equipei as amostras com o mesmo numero tanto para trás como para o meio, pois a lançar são perfeitas, cortam melhor o vento de frente pelo seu peso superior ás outras e segura melhor a amostra com mais mar, esta é a minha opinião e vale o que vale amigos, apenas já experimentei várias e consegui chegar a um equilibro fantástico pois tambêm não perdem o seu wobling acentuado com as fateixas mais pesadas que é de extrema importância, talvez a maior.
     Continuando.......... o rapaz na altura que eu lancei a amostra, também ele lançou a sua, mas sem sucesso pois infelizmente a que eu uso é infalivel naquelas circunstancias como ele pode perceber pois ele assim que vinha a tirar a sua amostra de dentro de água reparou que vinha outro cabeçudo atrás dela mas nunca fez intenção de atacar a amostra........se fosse a minha nunca na vida após ter sido identificada por eles chegaria sequer ás pedras sem ataque.
    Pois bem, lá guardei o meu peixe e continuamos a spinnar até ás 21h30, mas infelizmente eles desapareceram sem deixar rasto. Demos por acabada a pesca e fomo-nos embora todos contentes para casa.
    Posso dizer que o rapaz que estava ao meu lado pesca com mono 0.30 directo.......mono não multi....lol......pois gosta de dar hipótese ao peixe de lutar.....admiro a sua ideologia, coragem e sangue frio.....mostrou-me a foto de um com 6 kilos e 50 gramas que tinha tirado na quarta feira ao meio dia com sol a pique e com uma saltiga lazer sardine....grande amostra..........que lhe levou muita linha pois a pescar com essa espessura de linha nunca poderia fazer o que eu fiz....mas gostos são gostos.....lol....acredito que esse que ele apanhou devia ser um peixe vadio talvez trazido pelos outros que a meu ver......pois eles nessa semana sempre atacavam ou apareciam em cardume e nunca sozinhos.
    Quando fui para casa depois de despedir-me do rapaz, ligou-me dois amigos, o Pedro Lourenço e o Walter para saber como tinha sido a pesca, falei-lhes do peixe que tinha a apanhado e o Walter perguntou-me se não queria fazer a viragem da maré nesse dia á noite que era por volta da meia noite.....eu disse-lhe que sim, que ia ter com ele ao pesqueiro, fui para casa, jantei e voltei ao pesqueiro por volta das 23h 30. Falei com o meu amigo Valter e ele disse-me que nem um toque nem nenhum ataque, pois bem começamos a spinnar os dois fazendo até uma hora depois da viragem da maré e sempre sem ver nada e sem sentir nada.
   Lá cansados de trabalhar decidimos ir comer, depois descansar um pouco no carro e fazer o amanhecer, esse era o plano mas depois de comermos deu-nos uma moleza que decidimos dar por terminada a sessão de pesca e ir para casa.
    Posso dizer que de manhã antes de ir trabalhar ligou-me o Pedro Lourenço a dizer que não tinha conseguido dormir a pensar nos peixes e ás 3h30 da manhã levantou-se e decidiu ir até lá, posso dizer que ás 4h 20 já estava agarrado a um cabeçudo e totalmente sozinho e sem ninguém para o ajudar......boa.......acontece......lol........ele disse-me que ainda após muita luta com o peixe ainda o conseguiu ver........pelo tamanho que me disse, talvez seria peixe entre 6 e 7kilos pois disse-me que em tamanho deveria ter mais dois palmos e meio que o de 4 kilos e 200 que eu lhe tinha tirado......escusado será dizer que infelizmente o peixe ganhou....rebentando o multi com a ponteira 0.40 Seaguar e levando a amostra que eu lhe disse para usar....a mesma de sempre que eu uso á noite.....e a que eu matei o peixe de tarde.
    Paciência amigo fica para a próxima disse-lhe eu......ele ainda me contou que ao amanhecer viu vários ataques mas que nunca conseguiu lá chegar com a amostra.
    Posso dizer que eu quando estive com o Walter disse-lhe....ainda nos vamos arrepender em ir para casa.........lololololol.
    Assim foi esta semana maluca com muita paciência e bastante perseverança de minha parte e do Walter que sempre que pode, nunca largou o pesqueiro e nunca os perdendo de vista, pois é fundamental perceber em que altura da maré é que eles se alimentam estando mais activos a caçar, posso também vos dizer a que conclusões cheguei no final da semana.
    Creio que eles tiveram sempre em vantagem em relação a mim mantendo-se longe mas mais importante do que isso foi as horas a que o faziam, em plena luz solar, que com ajuda da clareza das águas o que os permitia serem vistos com total clareza e mesmo com a minha melhor amostra para esse tipo de águas eles percebiam o engano mesmo com a ponteira fluor da Seaguar que uso. Eu tinha que tentar inverter os papeis e ganhar vantagem a eles, que foi o que se passou no sábado. Foi a falta de luz das 20h desse dia que me permitiu que eles encostassem e que na azáfama da caça mais a minha melhor amostra que sei que não falha nessas alturas que me permitiu caçar este exemplar.
    Nunca foi uma pesca ao longo destes dias de fazer muitos lançamentos mas sim de observação do mar em todos os sentidos, pois eu não queria ter a minha amostra dentro de água noutro sitio quando eles aparecessem noutro.
   Também fizemos tentativas nocturnas pela fala de luz mas simplesmente não apareciam e a única vez que apareceram foi no sábado de madrugada.
   Aqui fica mais um exemplar que será cozinhado entre amigos e que pesou 5 Kilos 430 gramas, pequeno mas muito gordo, acredito que não sejam ovas mas sim muito peixe...lolol
   Agora que eles desapareceram voltaram os meus amigos serrajões...e já apanhei mais 5.......lolol

5,430 kg.

       Material: 
   
       Cana: diaflash 3.60
       Carreto: Stella  5000 SW
       Linha:   Sufix 0.20 com ponteira 0.43 Seagur
       Speed Clip:   Owner
       Amostra:    Lucky Craft      


       Um grande Abraço a todos os aficionados da pesca e até breve.


                Luís Malabar

5 comentários:

Os Pescas disse...

Tantos dias a gradares para sacares esse peixito? Realmente não percebes nada de spinning, ah ah ah.
Vai é ao mar...
Filipe.

luis mascarenhas disse...

Luis realmente consegues transferir a tua paixão pela pesca nestes relatos e fotos, um dia destes tb hei de conseguir estrear me no spinning.
cumps para ti e para OS PESCAS

mankate disse...

Malabar...uma máquina de fo... robalos!!!

José Pedro Cruz disse...

Grande caçada Luís! Isso é que é andar em cima deles a ler-lhes as rotas! Ahahahah!

Bonito peixe e bem merecido! ;)

Os Pescas disse...

Boas pessoal

Obrigado a todos pelos comentários menos ao filipe.....hahahahaha, é verdade eu realmente sou maluco por esta pesca....Luis toda a sua arte de pescar exige dedicação e entrega, tenho a certeza se assim o fizeres em menos de nada vais conseguir o que pretendes ok.
Boas josé tem que ser amigo senão eles trocam-nos as voltas....hehehehe, posso te dizer que apenas dormi 3 a 4 horas por dia nessa semana e como se diz água mole em pedra dura bate tanto até que fura..:-)
Grande amigo Rui é um prazer estar á pesca contigo, deu alguma coisa depois de me ir embora? se não conseguires arranjar a cuja dita da amostra eu consigo ok...:-)
Um grande abraço companheiro e quando eu chegar dia 23 eles que se preparem..hehehehe